quarta-feira, 3 de maio de 2017

Disney BIG n° 1 - considerações

Hoje quero falar um pouco de Disney BIG, uma publicação italiana com cerca de 500 páginas e acabou vindo para o Brasil com 300. Ambas tiveram sua primeira edição em 2008  - em Maio, na Itália e, em Dezembro, no Brasil. O título tornou-se promissor, firme e forte. A aceitação foi tão grande que Portugal também resolveu ter sua BIG, espelhando-se na italiana, em Agosto de 2013.

Pela BIG italiana é que percebo que muitas aventuras bem legais ainda não vieram ao Brasil. Será que um dia virão? Espero que sim! Muitas tramas já são bem antigas por lá e a chance de encabeçarem as edições nacionais acaba sendo pequena à medida que o tempo voa e o foco da Abril Jovem acaba se dispersando entre as edições de luxo que são um verdadeiro tesouro e vem ganhando cada vez mais público.

Seria bom se os prezados editores e licenciadores das HQs Disney, que agem tão bem nas seleções das mensais, tivessem esse mesmo olhar cuidadoso e carinhoso para com tantas aventuras antigas que ainda não vieram para cá e podem ser facilmente localizadas pelas numerações BIG italianas. Afinal, nós, leitores Disney, amamos o material que recebemos e por isso queremos desfrutar de todas as boas produções que são colocadas lá fora. 



Abraços a todos.

Fabiano Caldeira.


5 comentários:

  1. Capa, preço, quantidade de páginas... em todos os quesitos a ediçao nº01 brasileira perde em relação as demais.

    ResponderExcluir
  2. Falarei a respeito em outra postagem. Amanhã, não houver imprevistos, estarei postando. Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Fabiano... blz?

    O "Disney BIG" nº 1 foi a minha 1º revista Disney desde q eu voltei a colecionar essa linha (após mais de 25 ANOS sem ler nada da Disney)!

    Eu tava bastante decepcionado com algumas mudanças nos gibis de super-heróis e buscava algo diferente pra ler. Então, em 2009 eu passava por uma banca e me deparei com o "BIG 1" (esse mesmo q vc postou a capa acima). Na hora bateu aquele saudosismo do antigo "Disney Especial" (q eu lia na infância) pq achei a estrutura parecida (almanacão em formatinho com histórias sortidas de vários personagens)!

    Comprei pra matar a saudade e mudar de "ares" nas minhas leituras... mas peguei o embalo e não parei mais com a Disney! A revista "BIG" eu comprei até o nº 15 e depois ainda peguei umas 3 edições avulsas lá pelo nº 20 e pouco q traziam histórias do meu interesse. Mas a revista decaiu mto qdo lançaram a "JUMBO" e "MEGA": O excesso de almanacões enfraqueceu e banalizou o formato no geral!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leo! Que bom te ver aqui!
      Esse título ainda oscila bastante. Agora já vemos nele as re-de publicações, que são aquelas HQs de miolo que já vieram em almanaques grossos assim antes, seja em Big, Jumbo ou Mega. Se consola, a editora está inserindo aventuras inéditas enooormes e com um diferencial artístico. Há alguma coisa interessante nesse material inédito que encabeça a Big. Porém, alguns não me agradam nenhum pouco.

      Ainda esta semana postarei algo sobre a número 1 portuguesa. É que o tempo está voando e os meus dias têm sido um pouco exaustivos para mim. Mas está esta semana ainda farei nova postagem sobre essa questão do Disney Big n°1.

      Um abraço. Obrigado pela presença.

      Excluir
    2. Re-republicacoes, eu quis dizer... (corretor ortográfico de celular)

      Excluir

Peço educação e gentileza na troca de ideias. Obrigado!