segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

MICKEY E A ILHA INACESSÍVEL


MICKEY n° 493 tem uma capa diferente, onde o Mickey é mostrado ao longe, e o Mancha Negra, bem mais próximo ao leitor, com um tubo de ensaio e um sorriso maligno que indica sua posição de vantagem. Ganhou minha atenção o fato de enfatizarem o sorriso do Mancha Negra, algo não muito comum, justamente, porque só se costuma ver os olhos dele. O fundo sugere um efeito de por-do-sol bem interessante. Adorei! O Mickey paraquedista com cara de espanto também veio complementar toda essa quebra de paradigma na capa. O estilo do desenho traz uma estereotipagem bem cômica e dinâmica, características as quais também estão na HQ de abertura homônima à chamada.

Mickey n° 893 - Abril jovem - Janeiro de 2017

A ILHA INACESSÍVEL (roteiro: Fausto Vitaliano - desenhos: Silvia Ziche) - Mickey é bem quisto por toda a cidade, especialmente pelos mais próximos que não largam de seu pé. A situação chegou a tal ponto em que cada um dos queridos arrumou um compromisso particular e ele recebeu convite para estar presente em todos. O resultado é que ele acabou não indo a nenhum, e o pior: ficou inventando desculpas porque teve medo de contar a verdade e magoá-los. 



Em algum lugar da cidade, Mancha Negra conseguiu um reagente químico com o poder de diminuir drasticamente toda a população. Através de um grande aparato de mídia, ele conseguiu invadir todos os monitores de qualquer equipamento, desde os tradicionais televisores, aparelhos de informática e até os caixas eletrônicos...rsrs. Ele intimou o prefeito a banir Mickey de vez e o local escolhido fora uma ilha inacessível. Se não tivesse seu pedido atendido, todos sofreriam com o tal reagente químico poderosíssimo. 




O fato de Mickey ter se isolado de tudo e de todos acabou facilitando os planos do vilão. Mickey foi, de fato, conduzido à tal ilha inacessível. O que foi feito de toda a população? Só lendo esta incrível aventura para saber, caro leitor! 

O que eu achei? ESPETACULAR! Toda a obra foi bastante diferenciada de tudo o que tenho visto. O padrão dos desenhos, a dinâmica dos movimentos e a evolução do roteiro, que não se furtou a 'parar' um pouco mais nesta ou naquela situação, pois dados momentos proporcionaram uma graça toda especial à trama, uma maneira ímpar de conduzir as circunstâncias às vias de fato. Um assunto que, aparentemente, seria tão pesaroso (Mickey sendo banido da cidade a um lugar inacessível) tornou-se divertido de ser acompanhado. As expressões.... Ah! As expressões! O mais interessante foram as expressões, em especial, do Mancha Negra.

A história não explica muito bem, por exemplo, como o Mancha fez para conseguir isto ou aquilo. Mas são questões que não colocam em cheque o foco em si, que era o experimento poderoso e o acesso a todos os veículos de comunicação visual a fim de ordenar que Mickey fosse retirado de Patópolis. 

E falando em Patópolis, uma curiosidade: o prefeito, desta vez, não foi o Sr. Leitão. Será que existem duas Patópolis? Ou o Sr. Leitão não ganhou a nova eleição? Este é apenas um dos vários fatos curiosos que, década após década, envolvem os quadrinhos da Disney e, simplesmente, ninguém se preocupa em explicar. Não precisa. Não há necessidade.

INDIANA PATETA E OS SORTILÉGIOS DA BRUXA CIRCE (roteiro: Bruno Sarda - desenhos: Luigi Piras) - Uma aventura com o Indiana Pateta, que vai investigar uma lenda de uma bruxa. que transforma as pessoas em bicho. Um parceiro de viagem, aflito pelo sumiço do Indiana, procura por Mickey e lhe explica tudo. Ambos vão em busca do aventureiro atrapalhado. O indivíduo já teme pelo pior. Mickey o acompanha, totalmente cético. 





O que eu achei? Os desenhos tipicamente italianos e com muita coisa nos quadrinhos acabam cansando um pouco, pois trazem informações demais em traços que não são muito harmoniosos, então, fica tudo muito poluído. Mas a trama é bem elaborada, fácil de assimilar, não enrola e deixa um quê de personalidade dúbia à tal bruxa. E quando pensamos que já tínhamos lido tudo, acontece uma surpresa, bem na última página.

As revistas do Mickey sempre divertem bastante. Esta promoveu um diferencial ainda mais cômico e dinâmico de conteúdo. Se você gosta de adquirir algo que foge um pouco dos padrões das edições regulares, recomendo bastante um exemplar. Ela ainda pode ser encontrada nas bancas e demais lugares conhecidos que vendem revistas em quadrinhos, mas logo sairá de circulação para dar lugar à edição de fevereiro. Portanto, é melhor se apressar.

Abraços a todos.

Fabiano Caldeira.



sábado, 28 de janeiro de 2017

PATO DONALD n° 2441

Com o mercado cada vez mais superaquecido com os encadernados especiais, é preciso manter um olhar no formatinho: aquelas revistinhas simples, de poucas páginas, que são vendidas nas bancas e que aprendemos a conhecer como "gibis". Evidentemente que o encadernado tem seus méritos, porém, foi o velho e antigo formatinho quem acabou abrindo as portas para a leitura de quadrinhos. E não acho justo simplesmente deixá-lo de lado agora. Deve ser porque gosto de seu padrão simples. Sim. é verdade que o papel deveria melhorar um pouco, mas o intuito de entreter com boas histórias ainda está lá - e um bom exemplo são as revistas da Disney publicadas pela Editora Abril.

Falando especificamente do Pato Donald, é o título que mais gosto. Apesar de ficar um pouco cansativo ver a família pato ao longo de todas as 50 páginas, é gostoso ler suas HQs cheias de confusão ou aventura. Donald é um personagem que acabou retratando bastante o comportamento de muitas pessoas que conheço, inclusive o meu mesmo, então deve ser por isso que aprecio tanto.

Pato Donald n° 2441, Editora Abril, Março de 2015
Capa linda, com todo mundo feliz, brincando na praia


Esta edição é de março de 2015 deste ano traz o número 2441 na capa. Fico pensando em quantas revistas conseguiram essa numeração assim tão grande. Nenhum outro título me veio à cabeça. É verdade que há outras turmas por aí que, se somarmos a numeração de todas as edições, certamente estaríamos com algo bem páreo. Entretanto, a realidade é o que consta nos autos. E nos autos, infelizmente, preferiram reiniciar a numeração dessa turma a cada mudança de editora. Uma pena, pois adoraria ver o número 1000 em um capa desses personagens. Ver o número 2000 então seria o máximo.

Voltando ao foco, esta edição abre com uma HQ italiana que diferencia bastante o teor do enredo. Trata-se de uma situação onde a casa de Donald é colocada à venda. Mas ele não fez isso e nem seus sobrinhos. Então, quem fez? A descoberta levanta um certo tipo de sentimento que não se costuma encontrar normalmente em suas histórias. De certa forma, pode-se considerá-la um tanto mais infantil do que o habitual, mas não pense que é menos genial. Os diálogos convencem. Ver o Prof. Ludovico, Peninha e Gastão interagindo juntos também acabou ficando bacana. Na real, gostei dela. Diferente dos moldes habituais, mas não é ruim. O MISTÉRIO DA PLACA tem roteiro de Jacopo Cirilo e desenhos de Silvia Ziche. 

A PATRULHA DA PÁSCOA (Roteiro: Sune Troelstrup / Desenhos: Francisco Rodriguez Peinado) vem em seguida, mostrando um Tio Patinhas ambicioso por vender seus ovos de chocolate e coelhos aliens salvando Patópolis de uma terrível invasão do espaço. Putz! Fazia tempo que não lia algo tão divertido com tema da Páscoa! Uma aventura nota 10!

MAQUIAGEM DUVIDOSA (Roteiro de Kai Vainiomâki / Desenhos: Arild Midthun) encerra a seleção já abrindo uma situação inusitada onde vemos a Margarida com o cabelo, digo, as penas da cabeça diferentes. Ela busca mudar o penteado para o evento costumeiro que reúne aspirantes a poetas de Patópolis. Donald já começa a ficar apreensivo, pois sabe que será obrigado a ficar indo e ouvindo a declamação de muitos versos. Ele pede para que o Prof. Pardal lhe dê um invento que lhe proporcione algo que deixe a Margarida contente, assim, ela não pegará tanto no seu pé no caso de ele ficar desanimado durante o compromisso. Acontece que a criatividade do Pardal, como sempre, vai muito além das expectativas do pobre pato. O que era para ser apenas um agrado à namorada, acaba virando um produto para usar em diversas situações. Achei muito hilária essa trama. Eu mijei de rir em alguns momentos. Muito gostoso ver como a Disney ainda me diverte gostoso com essas histórias.

E para encerrar definitivamente, a seção de cartas (que, na verdade, são de e-mails). Dos cinco e-mails colocados, conheço o Thiago Machuca dos velhos tempos da comunidade Disney no Orkut. Embora eu não tenha mais contato com ele, sempre é bom rever essas pessoas e saber que ainda leem e têm o ímpeto de escrever à revista.

Abraços a todos.

Fabiano Caldeira.



quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

PATETA FAZ HISTÓRIA - EDIÇÃO DE LUXO CONFIRMADA EM 5 VOLUMES


PATETA FAZ HISTÓRIA em edição de luxo está confirmada em 5 volumes. O lançamento será em março. Estima-se que 3 dos 5 volumes estão confirmados para o decorrer deste ano. Eu já tinha anunciado ontem, em uma postagem feita aqui, no FABIANO SOCIALIZANDO, dando ênfase à grande novidade. 

O tom de exclusividade que utilizei foi observado por alguns amigos leitores. Esta não  foi  a primeira vez que publiquei um conteúdo em primeira mão. Veja!



Atenciosamente, houve quem me dissesse que eu tinha errado na notícia e também  que um site específico já havia escrito antes. Eu a recebi direto da editora. Se a fonte de onde surge o material me passou tais informações, eu não tenho motivo nenhum para ir averiguar em outro lugar. Foi confirmado (ontem mesmo) que realmente serão 5 volumes.

Afirmo novamente que o FABIANO SOCIALIZANDO foi o primeiro meio de comunicação  deste tipo (blogue/site) a transmitir com veemência esta grande novidade. A Abril Jovem me surpreendeu com uma mensagem particular me perguntando se eu gostaria de receber a divulgação de PATETA FAZ HISTÓRIA em primeira mão. Eu já  estava preparando uma postagem que trazia respostas das 7 questões de TESOUROS DISNEY: edição  de luxo que já  está sendo lançada, reunindo uma seleção especial de HQs ditas raras, produzidas entre as décadas de 50 a 60 e nunca publicadas antes por aqui. Assim, aproveitei a oportunidade e reuni os dois assuntos em uma única atualização.

Veja que a postagem de ontem abriu com a matéria de PATETA FAZ HISTÓRIA  e proporcionou todo o brio e importância que ela merece. Somente depois vieram as informações de TESOUROS DISNEY. Bem diferente, aliás, do site o qual me falaram (que é excelente e administrado por profissionais bastante qualificados), onde apenas incluíram a notícia do Pateta no meio de um apanhado enorme de outras edições de luxo.


De fato, especulações e rumores já  existiam há  meses. Porém, a notícia a ser veiculada oficialmente veio parar primeiro em minhas mãos. E não fui eu que pedi. Ela me foi entregue direto da fonte. Por que eu? Não  sei. Fiquei muito feliz.


Escrevo na Internet desde os tempos dos sites gratuitos do HPG e Vilabol (faz tempo! era conexão discada, tinha que esperar dar meia-noite...). Entre erros e acertos, aprendi algumas coisas durante todo esse tempo. Venho levando mais a sério minha arte e minhas atividades. Não estou em competitividade com ninguém.

Agradeço ao pessoal que prestigiou esse momento importante para mim, aos que se preocuparam, observaram, me informaram, agradeço a presença de todos vocês. Alcançar pessoas é o meu objetivo.

Um forte abraço a todos.

Fabiano Caldeira.







terça-feira, 24 de janeiro de 2017

EXCLUSIVO: ABRIL LANÇA EDIÇÃO DE LUXO HISTÓRICA DA DISNEY - E AINDA: AS 7 QUESTÕES RESPONDIDAS SOBRE "TESOUROS DISNEY"


O FABIANO SOCIALIZANDO é o primeiro meio de comunicação neste estilo a noticiar formalmente, com fonte direto da empresa, essa novidade. 

Diante de tantos lançamentos das edições de luxo, os admiradores dos quadrinhos Disney, publicados pela Abril Jovem, dão suas sugestões. A editora toma ciência de todas elas e, na medida do possível, se adapta para atender a alguns. 

PATETA FAZ HISTÓRIA está sendo produzido em edição de luxo e a previsão é de que chegue às bancas e demais pontos de vendas ainda em Março. Por enquanto não há como divulgar maiores detalhes, mas tudo o que sei, de fonte segura da empresa, é que estão previstos 3 volumes no decorrer do ano e há estudos para que sejam lançados mais 2 volumes depois, dependendo das expectativas acerca dos anteriores. Como será o encadernado e quantas páginas terá este primeiro volume ainda são pontos a serem esclarecidos.



TESOUROS DISNEY - AS 7 QUESTÕES


Ontem, ao divulgar o lançamento de TESOUROS DISNEY, coloquei algumas perguntas a fim de tornar mais claro como é o material e o que podemos esperar de uma edição de luxo com um título tão imponente.

As 7 questões foram encaminhadas à Abril Jovem. A resposta veio rápido, através do Sr. Paulo Maffia. Vamos conferir:

1. Quantas páginas possui essa edição?
R: 385 páginas

2. Haverá outras edições ou o nome "TESOUROS" foi colocado porque se refere a uma seleção de pérolas as quais encabeçarão apenas esta? 
R: Já está em estudos uma segunda edição, talvez, para o final do ano ou, quem sabe, no começo de 2018, vai depender da resposta do publico! 

3. No caso de haver outras edições, quantas histórias, em média, estão previstas nelas? 
R: Ainda não sei!

4. Se não for abuso, gostaria de saber quantos volumes estão previstos de TESOUROS DISNEY?
R: Ainda não sei!

5. Sobre esta edição, ela traz o nome O MONARCA DE MEDIOKA. Teremos outras HQs nela?
R: Sim são 17 histórias em quadrinhos de valor inestimável, produzidas majoritariamente nos anos 1950 e 1960 e jamais publicadas no Brasil!

6. Se essa aventura é com o  núcleo do Mickey, porque uma capa com os patos? As capas não serão, necessariamente, alusivas à obra principal?
R: Há historias com os patos neste capa dura, mas a joia da coroa é "O Monarca de Medioka", uma raridade ainda mais portentosa que completam agoram 80 anos de sua primeira impressão. 
Na trama, escrita por Ted Osborne, baseado no argumento do desenhista Floyd Gottfredson, Mickey se vê no trono de uma nação europeia decadente e endividada, substituindo um rei esbanjador que ignora as necessidades de seus súditos. Para complicar, um postulante à coroa organiza uma conspiração militar a fim de assassinar Vossa Majestade. 

7. Há alguma mudança nesse material que virá, em comparação com o original? Se sim, qual?
R: Nenhuma mudança, pois todo o material é inédito!

Lembrando que TESOUROS DISNEY tem previsão de lançamento para o dia 27 deste mês, mas fiquem de olho, pois alguns colegas já estão postando suas aquisições realizadas. 





Um forte abraço a todos vocês.

Fabiano Caldeira.


segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

TESOUROS DISNEY - a mais nova EDIÇÂO DE LUXO da Abril


TESOUROS DISNEY é a mais nova promessa da Abril Jovem, divisão da Editora Abril responsável pelas suas publicações de quadrinhos da Disney. Trata-se de um apanhado de aventuras ditas inéditas no país e com um valor histórico simbólico. 


Muito me alegra mais esse empreendimento. Além das mensais rotineiras e também títulos variantes como Disney BIG e os almanaques, a editora demonstra que achou o seu caminho no mercado mais refinado, focando no público que cultua luxo, melhor acabamento e já tem idade suficiente para entender o contexto das obras inseridas em cada lançamentos.

Confesso que permaneço com algumas dúvidas a respeito de TESOUROS DISNEY. A divulgação, como bem se vê, explica que se trata de HQs bem antigas, geralmente, das décadas de 50 e 60. O preço aumentou um pouco - de R$ 59,00 (cinquenta e nove reais) para R$ 69,00 (sessenta e nove reais). O que me pergunto é:

1. Quantas páginas possui essa edição?
2. Haverá outras edições ou o nome "TESOUROS" foi colocado porque se refere a uma seleção de pérolas as quais encabeçarão apenas esta? 
3. No caso de haver outras edições, quantas histórias, em média, estão previstas nelas? 
4. Se não for abuso, gostaria de saber quantos volumes estão previstos de TESOUROS DISNEY?
5. Sobre esta edição, ela traz o nome O MONARCA DE MEDIOKA. Teremos outras HQs nela?
6. Se essa aventura é com o  núcleo do Mickey, porque uma capa com os patos? As capas não serão, necessariamente, alusivas à obra principal?
7. Há alguma mudança nesse material que virá, em comparação com o original? Se sim, qual?

Encaminharei tais questões ao devidor setor. Melhor seria se alguém da Abril Jovem nos trouxesse, aqui mesmo, tais informações através dos comentários desta postagem. Quem sabe?

Fiquem de olho, amantes desta novidade e das edições de luxo, pois TESOUROS DISNEY tem previsão de chegar aos pontos de venda ainda neste mês de Janeiro, por volta do dia 27.


Abraços a todos.

Fabiano Caldeira.




sábado, 21 de janeiro de 2017

COMUNICADO A VOCÊS

Às vezes fico afastado e suponho que haja quem pense que não ligo para o blogue. Isso não é verdade. Eu amo meu blogues. Tanto que coloquei a palavra no plural porque eu tenho mais de um. 

A bem da verdade é que ando escrevendo muito. Eu tenho arquivado vários contos, minicontos e um romance o qual venho trabalhando nele há muito, muito e muito tempo. Aí, o que acontece? Tenho minha vida fora da Internet, minha família, meu trabalho, outros compromissos sérios também, e o tempo acaba sendo escasso. 

Normalmente, minhas postagens, aqui, são feitas a cada três ou quatro dias. Se você perceber que estou mais tempo sem atualizar, não pense, de maneira nenhuma, que estou agindo com descaso. Pode estar certo que não estou com tempo para preparar um boa atualização. 

Fico preocupado com isso, pois, para mim, o público é importante. Ninguém escreve para o nada. Houve um tempo em que tinha o blogue como um 'hobby'. Atualmente, as coisas mudaram um pouco. Escrever tornou-se algo mais sério. Alcançar pessoas tornou-se meu objetivo. 

Então, é isso. Novas postagens virão. Só peço um pouco de compreensão. 

Abraços. 

Fabiano Caldeira.



sábado, 7 de janeiro de 2017

CORPO QUE FALA - MINICONTO

Hoje é o dia do leitor, alguém disse por aí. Então resolvi compartilhar um dos vários materiais que tenho escrito. Sei que o foco aqui são os quadrinhos, mas tenho gostado muito de escrever ficção. Então, deixo um pouco do que faço. Um forte abraço!


CORPO QUE FALA

Autor: Fabiano Caldeira




Para ela nada mais importava. Queria acabar logo com aquela história,  enterrar de vez aqueles momentos. 

A pá deu sua última fincada na terra úmida pela chuva fina que ia e vinha. Já  era o bastante. Um saco preto foi colocado naquele buraco. Ao cair, rasgou-se, expondo a cabeça sem vida.

Antes de cobrir o que jogara, ela se abaixou e, com uma das mãos,  a cabeça do defunto ela levantou.  

— Verme desgraçado! Olhe só  o que você  fez comigo! Me transformou nisto que sou! 

Para seu espanto, o defunto então falou:

— Você é o que é.  Não fiz você se tornar isso. Esse monstro sempre esteve dentro de você. 

— Cale essa boca! — ela disse, repetidas vezes, sem paciência. Assim, com total ausência de escrúpulos, a terra ela começou a jogar, revestindo o saco preto cujo corpo lá dentro implorava piedade. 

Ele estava morto há horas. E morto não falava. Ela sabia que aquele truque não passava de um golpe da própria mente que a julgava culpada.

A chuva fina tornou a cair. Ela compactou bastante a terra e esparramou a vegetação de outrora, para dificultar a fácil  visualização de que aquele trecho fora, por algum motivo, modificado. Logo aquelas plantas tornariam a fincar raízes, dificultando ainda mais a curiosidade àquela localização. 

"Finalmente, uma noite de  paz!", ela concluiu, surpresa consigo mesma, indo embora sem ao menos olhar para trás. 

Em casa, ao providenciar o banho em sua suíte de luxo, olhou todo o seu corpo. Lembrou-se das juras de amor, do quanto ele antes fora encantador e de como as coisas mudaram tão  de repente e tudo tornou-se dor. 

Cicatrizes, hematomas e até uma boa extensão  de pele queimada que ia do seio esquerdo e descia costela abaixo, parando na cintura, testificavam o inevitável. Após  o casamento, sua vida havia mudado. E não bastavam as brigas e todo o desgaste emocional fixos em sua memória, ele tinha era que deixar aquelas marcas para registrar tudo o que podia ser omitido com um sorriso.

Ela chorou. Cobriu o rosto com as mãos e chorou. A água  enchia a banheira. Logo ela se livraria completamente daquela sujeira. Uma vida nova lhe aguardava, cheia de marcas do passado, o que talvez fosse algo providenciado  para que não cometesse  o mesmo erro de entregar-se facilmente a quem lhe prometera amor verdadeiro.




quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

MENSAIS DISNEY E MAIS NOVIDADES DA ABRIL JOVEM


2017 gritando e a Abril Jovem escancarando as divulgações deste mês acerca dos 'Quadrinhos Disney'. Vamos ao 'release' da editora:


 Pato Donald n° 2463 - Cinco histórias inéditas e hilárias com Donald, Gastão, Peninha e Vovó Donalda. Destaque para o desafio de xadrez de Patópolis, com Donald e seu primo sortudo enfrentando o maior enxadrista do mundo. E, para fechar esta edição, a estreia de uma série inédita de tiras de jornal de 1986, apresentando Donald e família em uma viagem pela Amazônia.

Zé Carioca n° 2428 - Duas histórias que homenageiam os primórdios do Rock'n'Roll: Os Incríveis Anos 50 e De Volta aos Anos 50. E mais: Morcego Vermelho versus o ""Incrível Bulk"", Irmãos Metralha como piratas do passado, e Zé Carioca amaldiçoado com a praga contra caloteiros


Minnie n° 69 - Minnie e Mickey investigam o desaparecimento de Barney Jones, dono da segunda maior frota pesqueira de Cape Rock. O principal suspeito: Harold Pratt, sócio e melhor amigo de Barney. O que há por trás desse crime? Confira nesta trama de 40 páginas! E mais: Mickey e Minnie às voltas com o roubo da energia elétrica de Patópolis.

 Pateta n° 69 - Duas histórias inéditas e imperdíveis! Em A Descida do Rio Vermelho, Mickey e Pateta se deparam com um bandido que pega carona no bote deles. Trama inspirada no filme O Rio Selvagem, com Meryl Streep e Kevin Bacon. E, em uma das mais inspiradoras HQs dos últimos tempos, um experimento transforma o Pateta na pessoa mais sortuda do mundo, com consequências surpreendentes.


Tio Patinhas n° 619 -Tio Patinhas criou um código especial para a sua família no caso de estar em extremo perigo, e o código acaba de ser acionado! Como se não bastasse, os Metralhas se apoderam de uma cópia do Manual do Escoteiro Mirim para cometer crimes nunca antes imaginados. Tudo isso e mais duas histórias em 80 páginas inéditas.

Mickey n° 893 - Mancha Negra ameaça lançar um composto químico sobre Patópolis. Para não realizar o atentado, ele exige que Mickey seja banido para sempre da cidade. E o prefeito aceita a chantagem! E ainda nesta edição: uma aventura inédita de Mickey com Indiana Pateta.




 ---------->>>>> OUTRAS NOVIDADES <<<<< ------------


Já está nas bancas o terceiro volume da edição de luxo que traz as HQs de Carl Barks, o Mestre Disney conhecido como "O PAI DOS PATOS". O primeiro publicado aqui foi PERDIDOS NOS ANDES, depois veio O SEGREDO DO CASTELO e agora já é possível encontrar a novidade EM BUSCA DO UNICÓRNIO. As edições de luxo Disney podem ser encontradas nas melhores bancas de jornais e revistas, em lojas como a Saraiva, Cultura e Fnac e demais pontos de venda 'on line' do ramo.

Um ponto de venda específico que recomendo é o PLANETA GIBI. O zelo que eles possuem com as encomendas é algo grandioso. Você pode estar seguro de que irá receber seu exemplar em estado perfeito. Outro lugar é a CASA DO GIBI, só que não sei se eles estão trabalhando com esse tipo de produto. A pessoa deve entrar no site e averiguar.

PLANETA GIBI 

CASA DO GIBI


Ainda sem data específica, mas prometido para breve, "OS ANOS DE OURO DE MICKEY", de autoria de FLOYD GOTTFREDSON, traz os primórdios do Mickey em tirinhas.



E para terminar, a divulgação do álbum de figurinhas MOANA, ao que parece, um lançamento simultâneo ao filme. Dizem que o álbum será distribuído aos expectadores de algumas sessões. É algo pontual, ou seja, bastante limitado a algumas localidades e horários. E uma novidade: através do smartphone, passando-o em algumas figurinhas, é possível assistir a alguns pequenos trechos do filme. Se isso irá funcionar ou não, só veremos na prática. Faltou maiores detalhes, mas fiquem de olho na nova página que a editora fez, desta vez, focando especificamente os álbuns de figurinhas.




Fonte de divulgações: Abril Jovem




Abraços a todos. 

Fabiano Caldeira.