terça-feira, 4 de outubro de 2016

TMJ... Ah, a TMJ de hoje.....


Estou sempre passeando onde tem bancas e livrarias. Mas isso não quer dizer que paro todas as vezes para olhar o que tem lá. Cerca de uma vez na semana é que acabo me dando ao luxo de folhear algumas revistas e/ou livros para saber o quanto eles me prendem a atenção.

Ontem, peguei uma revista da TMJ nas mãos, essa última com o tema do Apanhador de sonhos. Folheei uma página, outra e outra...li alguma coisa, voltei para página tal, depois fui para uma outra página, li um pouco, vi os desenhos, enfim... o que eu achei?

O Flávio vem sendo um dos criadores de historinhas da MSP que eu mais gosto. É constrangedor emitir meu pensamento agora, mas o fato é que não tive nenhum pouco de vontade de adquirir aquela edição - nem mesmo sabendo que o grande Flávio esteve por trás daquela produção. 

Eu tenho a TMJ n° 1 e já li alguns números avulsos por aí, ao longo desses anos. Poucos, na verdade. Bem poucos e que eram da fase inicial de produção. O que vi, agora, são desenhos muitos diferenciados àqueles de outrora. 

Antes, cair de olhos nas aventuras da TMJ era como estar diante de algo que pareciam imitar o estilo manga de quadrinhos, as expressões dos personagens eram bastante estilosas para o oriental, bem caricatas mesmo, fugindo bastante de todos os estilos da turma da Mônica que eu já vi ao longe desses meus quase 40 anos de idade.

Agora, os desenhos são bonitinhos, harmoniosos, charmosinhos... e sem graça. São muito bem feitos, tenho certeza de que os artistas são feras. Longe de mim questionar esse tipo de coisa, pois estou certo de que a produção dessas revistas tem gente muito, mas muito talentosa envolvida. Mas, por algum motivo, preferia a caricatura de mangá da fase inicial a este capricho de arte atual - eram mais expressivos os personagens, tinha mais emoção, o roteiro fluía melhor, com mais dinamismo. O "espírito da coisa" era outro. 

Desculpem os fãs da revista. É muito bom ler aquilo que a gente gosta e tem vontade. E eu digo para que leiam mesmo! Leiam muito! Leiam gostoso! Ler é ótimo! 

Mas,  a gente tem que ler o que a gente gosta. Eu não gostei do que vi...


Abraços a todos.

Fabiano Caldeira.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Peço educação e gentileza na troca de ideias. Obrigado!