sexta-feira, 11 de março de 2016

[HQ] O Aniversário da Mamãe


"O ANIVERSÁRIO DA MAMÃE" é mais uma trama que disponibilizarei completa mais abaixo, publicada naquela revista, já tão conhecida por vocês, Cebolinha n° 151, de Julho de 1985, pela Editora Abril, com o preço de capa a Cr$ 2500 (dois mil e quinhentos cruzeiros - moeda vigente na época). Vale ressaltar que o título "Cebolinha" tem sido o único cujas características permanecem padronizadas desde os seus primórdios, nos anos 70 - até hoje a revista conta com 68 páginas, a mesma logomarca e a mania de colocar chamadas das histórias iniciais na capa. 

Nesta historinha, Dona Cebola (mãe do Cebolinha), faz aniversário. Curiosamente, o dia deve cair em um final de semana, pois o Sr. Cebola também aparece o tempo todo em casa e, junto com Cebolinha, dizem para a mãe ter um dia de descanso enquanto as tarefas domésticas vão sendo executadas por eles. Ela fica feliz, mas descobre logo, logo que essa "homenagem" acabou sendo uma ideia não tão boa assim. Você verá, leitor, que pai e filho acabam fazendo tudo errado. 

Pobre, Dona Cebola! Como é difícil ser a dona da casa!

Fica também a curiosidade do papel de carta do Cebolinha - uma estratégia de publicidade da Faber-Castell na época. Como podem ver, são duas folhas iguais, sem nada no verso, obviamente, para que a criança realmente pudesse destacá-las sem medo de prejudicar a revista. Para facilitar, elas foram acondicionadas bem no meio da revista, facilitando a retirada dos grampos, supostamente, sem causar maiores danos.

Abraços a todos.

Fabiano Caldeira.


---------- >>> Banco de Imagens <<< ----------






 


6 comentários:

  1. Tenho alguns gibis desta época com esses papéis de de cartas da Fabel Castell.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Era bacana ver a revista empenhada em distribuir brindes. O papel de carta é algo mais pra menina, mas, ainda assim, valia a intenção.

      Excluir
  2. Muito legal a história. Essa eu não conhecia. Eram muito boas as histórias da família cebola. Mostravam o cotidiano de uma família normal.

    E o papel de carta pelo jeito o antigo dono não quis destacar e colecionar. Era bom quando gibis davam brindes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente, deve ter sido um homem o dono dessa revista, e já não tao criança, senão eles estariam pelo menos com algum rabisco. Enfim, um lastro de zelo.
      Acabei de folhear as revistas na Fnac e parece que a do Cebolinha está muito boa. A da Mônica, como sempre, gira em torno aniversario dela onde as amigas vão vestidas de princesas Disney. Mas algo acontece e tudo fica muito movimentado, pois até a boneca tenebrosa reaparece.
      Um abraço! Boa semana!

      Excluir
  3. Kkkk, ótima história! Na turma da Mônica não tem família mais engraçada que essa do Cebolinha, sempre que vejo uma história que se passa na casa dele já sei que vou dar risada. Ri muito com o Cebolinha todo orgulhoso de ter ajudado o pai a fazer besteira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, André! Realmente, a família do Cebolinha é tudo de bom!
      Um abraço querido.

      Excluir

Peço educação e gentileza na troca de ideias. Obrigado!