quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

[HQ] Duas histórias de Natal, uma com Chico Bento e outra com Cebolinha


Olá, pessoal! Estamos em plena véspera de Natal! Venho compartilhar as última postagem temática mostrando, na íntegra, scans de duas HQs também retiradas do ALMANAQUE DE NATAL DA MÔNICA N°11. 


Editora Abril - Novembro de 1981


UM PORQUINHO PRO COMPADRE - Chico Bento descobre que o pessoal da vila anda fazendo planos com o Torresmo, seu porquinho de estimação. Ele não gosta nada do que ouve e por isso foge com o bichinho. É uma HQ bem simples que tem viés de amor e carinho por um bichinho que normalmente acaba indo para a mesa de muita gente. Nessas produções antigas, até o Padre participava das confusões. 

A ÁRVORE DE NATAL - Cebolinha pretende cortar um pequeno pinheirinho para que ele sirva de árvore de Natal. Mônica não deixa. Ao invés de usar a ignorância, como era comum nessa época, ela tenta convencê-lo na lábia. Por fim, ela acaba abrindo o jogo e sendo bem direta. Uma HQ também de conscientização. Aliás, o que não faltou neste almanaque foram tramas assim, cheias de lições para que o leitor não esqueça o verdadeiro significado dessa época que não é decorar a casa, vestir uma roupa nova e nem se preocupar com presentes, mas manter a paz, a serenidade, a harmonia e o amor consigo. 

Vemos propagandas de revistas de atividades que a Abril produzia com outros personagens como os da Disney e também o Pica-Pau. Também há uma publicidade da revista do Scooby Doo, até então abrasileirada para "SCUBIDU". Nunca soube a periodicidade dessas edições da Hanna-Barbera, se eram quinzenais ou mensais, mas via com frequência vários títulos nas bancas. Bons tempos! 

O que hoje soa meio bizarro é que a Abril teve essa mania de elaborar um pequeno cupom para ser recortado. Era alguma promoção? Que nada! Ele servia apenas como um lembrete para os pais da criançada lembrarem-se de comprar aquela determinada revista. Meio estranho, se for pensar que a revista ficaria estragada por conta desse lembrete recortado. Mas, naquela época, ninguém pensava muito nesses detalhes. 

Bom... fiquem com as HQs e tenham todos um Feliz Natal! Deus esteja com todos vocês!

Fabiano Caldeira.








2 comentários:

  1. Hqs muito boas. Detalhe do Chico já estava falando caipirês.

    E nem me fale desses cupons de anúncios da Ed. Abril de recortar revistas. Isso era horrível. Se atrás ainda viesse outra propaganda, até tudo bem, mas normalmente era uma história atrás. Se a criança recortava, estragava o gibi. Ainda bem q normalmente não faziam isso, ainda não peguei nenhuma recortada por causa disso, nem por cupom de promoção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses cupons eram uma bobagem. Talvez a estratégia tenha funcionado né....
      Boa noite e feliz natal!

      Excluir

Peço educação e gentileza na troca de ideias. Obrigado!