quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

[Vídeo] Compras na "Amazon"



Vídeo novo, último do ano, mostrando como foram minhas compras de Natal na AMAZON. Infelizmente a imagem apresenta instabilidade, mas dá pra assistir. Feliz 2016 a todos!

Fabiano Caldeira.


quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Minha Retrospectiva - Filme, TV, Quadrinhos, Redes Sociais, Livros


Hoje, quero fazer um breve balanço de alguns fatos que marcaram meu ano. 

Filme - Fiz várias postagens aqui, a respeito de filmes focados em ataques de zumbis, mortos vivos, essas criaturas que não estão muito vivas e nem completamente mortas. Todos eles, eu penso, foram inseridos em postagens chamadas de "INDICAÇÃO ZUMBI". Algumas abriam com uma arte de algum talento independente das HQs. Outras traziam alguma imagem do filme a ser comentado. 

TV - Tivemos muitas perdas no cenário da televisão, como acontece todo ano, e uma delas foi a Marília Pera. Estamos perdendo grandes atrizes. "OS DEZ MANDAMENTOS" foram um bálsamo no quesito teledramaturgia. Já Xuxa, decepção. 

Quadrinhos - Fechei blogues, abri este e conheci um grande número de pessoas interessantes que dão um duro danado para produzirem seus próprios quadrinhos. Percebi que essa luta realmente é muito solitária, individual e pode ser até amarga, de certa forma, devido ao artista nem sempre conseguir o reconhecimento almejado. Preciso registrar um agradecimento muito especial ao Eberton Ferreira e ao Fábio Gesse, pela atenção e carinho ao longo de todo o ano. Vocês são muito especiais!

Da linha de produção mais conhecida pelas granes editoras, DC e Marvel sem muita história para contar. Sobrevivendo à custa de material antigo sendo "re-re-republicado".  A Valiant não aguentou o ostracismo.  A Turma da Mônica resetou sua numeração após chegar ao número 100 pela Panini, e esteve muito bem representada pelos especiais acerca das comemorações de seu criador, Mauricio de Sousa, e as edições do selo "GRAPHIC NOVEL". Disney trouxe ótimas aventuras tanto em seu material mensal inédito quanto nas republicações. Vieram também mais quatro especiais em formato luxo, sendo que já tinham lançado dois há certo tempo. Pixel revelou bons encadernados de personagens diversos, cultuados por leitores com mais de 30 anos. 

Redes Sociais -  Criaram a SOCIAL COMICS, um belo exemplo onde o leitor faz uma assinatura e escolhe quais quadrinhos deseja ler. Algo bem no estilo NETFLIX. Além disso, os sistemas de financiamentos de produções independentes encontraram seu público e começaram a se multiplicar agora no último trimestre. Há diferenças nas propostas. É preciso saber direitinho o que o autor procura e qual o melhor sistema para ele se cadastrar a fim de obter um financiamento do seu projeto autoral. Já o Facebook, este ano, sem novidades, jogando uns contra outros da mesma forma que aconteceu ano passado. Twitter foi menos comentado. Whatsapp foi o grande "BOOM" do ano.

Livros - o hábito de comprar livros tem voltado através de eventos curiosos como o modismo das edições especiais para colorir, adaptações de histórias como "CINQUENTA TONS DE CINZA" para o cinema e a literatura bem coloquial de novos escritores brasileiros que bebem dessa característica encontrada em Luis Fernando Verissimo, que é a de contar uma ficção em primeira pessoa e/ou de se expressar de forma tão simples e natural que parecemos estar diante de uma conversa. Acredite! Leituras assim te prendem! Que bom que o país tem se rendido a esse nicho que já existia há décadas, porém, só conhecíamos através de obras estrangeiras. 

O que vem por aí em 2016, só vivendo o ano pra saber.

Abraços a todos.

Fabiano Caldeira.


sábado, 26 de dezembro de 2015

[Refletindo] Pesquisando na Internet....



Pesquisando na Internet, fico impressionado com alguns pontos de vista que leio - aquelas opiniões que o povo deixa em algum site específico. E aí, eu fico refletindo aqui, tomando cuidado para não fazer julgamentos, mas sabendo que isso pode ser inevitável:

Todo mundo ama cantores como Luan Santana, por exemplo, que representa bem a música de grande alcance popular. O pessoal sabe que ele, hoje, vive disso - e vive muito bem! - e todos amam. O mesmo acontece com os demais desse ramo (seja solo, dupla sertaneja ou banda).

Todavia, o mesmo não se reflete quando saímos da música (ou da TV) e caímos de paraquedas, por exemplo, no livro, na HQ. É verdade que está havendo um crescimento nessa área e algumas pessoas estão conseguindo de fato alcançar a expectativa de viverem produzindo sua arte. Embora, ainda não vejo aquele autor novo e/ou independente batendo no peito e afirmando que agora vive de sua atividade. Mas os comentários que tenho lido tratam com desdém essas pessoas. Chegam a citar Machado de Assis e até Shakespeare como bons ícones da literatura, mas condenam os novos e/ou desconhecidos. E percebo que não se trata de talento. Talvez, suponho que há um pensamento de que não se deve cobrar pela arte que fazem. 

Então eu penso: "Se um cantor popular consegue arrecadar boas cifras com sua arte na música, por que um desenhista de HQ ou um escritor de ficção não pode? De onde vem o conceito de que a arte em papel deve ser apenas gratuita para se tornar aceita? Essas pessoas já leram algo? Já tentaram produzir uma história? Elas têm consciência do trabalho que dá?"

 Essas questões me aparecem toda vez que faço essas pesquisas.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

[HQ] Duas histórias de Natal, uma com Chico Bento e outra com Cebolinha


Olá, pessoal! Estamos em plena véspera de Natal! Venho compartilhar as última postagem temática mostrando, na íntegra, scans de duas HQs também retiradas do ALMANAQUE DE NATAL DA MÔNICA N°11. 


Editora Abril - Novembro de 1981

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

[Vídeo] Here With Me - Uma música, dois vídeos diferentes


Impressionante como algumas pessoas realmente sabem usar a Internet para algo bacana.
O que posto aqui são dois clipes diferentes usando a mesma música. E veja que interessante a edição do Paulo Fernandes, que trouxe um final visivelmente mais feliz e ainda acrescentou seus próprios dizeres no final - muito lindo! Eu adorei! Show!




O segundo vídeo mescla cenas do clipe da Dido com imagens da Sarah Brightman. Uma pena que não consegui encontrar em melhor definição de imagem, mas dá pra notar a pegada de espiritismo que fizeram, o que também curti bastante. Dido foi muito feliz com o vídeo clipe, entretanto, eu prefiro a potência da Sarah. Por isso gostei tanto dessa mesclagem. Se alguém o encontrar em definição melhor, me fale! Por favor!




sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

[HQ] O ASTRONAUTA (e os coelhinhos azuis à espera Papai Noel)


Olá, pessoal! Compartilho mais uma HQ de Natal da turma da Mônica. Mais uma que faz parte do incrível ALMANAQUE DE NATAL DA MÔNICA n° 11.


Editora Abril - Novembro de 1981

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

[HQ] MÔNICA E A CHAMINÉ DO SEU JUCA


Olá, pessoal! Mais uma vez, compartilho uma HQ de Natal que integra o belíssimo Almanaque de Natal da Mônica n° 11. Quando fui procurar a data, percebi que só a encontraria na página de expediente da editora. E foi lá que eu vi algo que achei curioso: consta escrito, bem claro, que esta é uma edição especial da revista Mônica n° 139, de Novembro de 1981. Notório, não?

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

[Vídeo] HQ do Bidu - Noite de Natal


Comentando sobre esta HQ do Bidu que mostra o dia em que o Sol quis saber como era a noite de Natal e causou a maior confusão. Eu a tenho aqui no Almanaque de Natal da Mônica n° 11, de Novembro de 1981.


domingo, 6 de dezembro de 2015

[Vídeo] Sessão de correspondência do Mickey n° 879





No vídeo anterior, havia um recado do Xandro na Seção de Cartas do Mickey. Aqui, explico porque não mostrei naquela ocasião. Aproveito e mostro agora.

Um abraço ao Xandro e a todos os demais que assistem meus vídeos!

Boa semana a todos vocês!

Fabiano Caldeira.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

[Vídeo] Mickey n° 879 e Pateta n° 55



A Disney, como sempre, oferece muita diversão através de simples revistas mensais. Estas duas são um bom exemplo: Mickey n° 879 e Pateta ° 55, ambas de Novembro deste ano, são ótimas leituras!

Abraços, pessoal!

Fabiano Caldeira.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

[Desabafo] Editor bunda-mole? Editora mau-caráter? Muito cuidado com alguns blogues, pessoal!


A Disney lançou neste final de ano quatro títulos de encadernados com acabamento de luxo. Um deles, HISTÓRIA E GLORIA DA DINASTIA PATO, vem tendo problemas em algumas páginas/quadrinhos. Isso não devia acontecer em uma obra de fino trato, mas eis que conseguiram tal proeza. Muito foi falado em redes sociais e até em um dos blogues de confiança da própria editora. A manifestação foi maciça porque leitores ficaram revoltados e quiseram expressar seus sentimentos. Algo muito justo, na minha opinião. No mundo da Internet de hoje, colocar os erros de revistas em quadrinhos que são lançadas é até um bom serviço de alerta. Muitos de nós compramos sem analisar o conteúdo. Não queremos perder tempo folheando página a página cada revista que desejamos. Então, esse tipo de atitude é sim bastante interessante e importante para todos nós.

Entretanto, acredito que tudo tenha seus limites. Infelizmente nem todo mundo pensa assim.