terça-feira, 1 de setembro de 2015

[Texto] Vida

A vida está assim
Eu cuido de você
Você cuida de mim

Carinho, afeto, emoção
Calor humano, prazer, tesão
Vento, mar, ação


E vem a intempérie e causa um estrago
Um degrau da escada foi pra baixo
Fica difícil subir mais
Mas a persistência não se abandona jamais

Vem o acaso e traz um ocorrido
Faz o couro ficar tão dolorido
Remédios que curam podemos usar
A cicatriz fica pra lembrar

E vem a intempérie do tempo
E deixa frágil a casa sem alento
Súbita força vem da compreensão
Como se alcança a luz encarando a escuridão

Vem um acaso e traz um ocorrido
A comida estragou, só restou um cozido
A alma chora pela falta de alimento
E se conforta no coração de cimento

Muitos dias passam
Vários são os ventos
O castelo aos pouco se dá vida
O concreto vem do cimento

As muralhas foram erguidas
A casa nova está prontinha
A mobilia velha se faz presente
Pra valorizar os momentos da gente

Sempre o novo acontece
Mas o velho permanece
Sem passado não tem o agora
Sem história não tem o vambora

Porque a vida está assim
Eu cuido de você
E você também cuida de mim

Autor: Fabiano Caldeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Peço educação e gentileza na troca de ideias. Obrigado!