terça-feira, 9 de junho de 2015

[Desabafo] Que País é esse???

Ainda sobre a crucificação LGBT >>>


O que eu acho engraçado são comentários no Facebook, Instagram e Google+ dizendo que era desnecessário. Em um país onde se arrasta um milhão de pessoas para uma avenida contra a presidente e ela finge que nem foi com ela, ficou tudo por isso mesmo, onde andar de bicicleta pode matar porque alguém pode te dar uma facada e ficar por isso mesmo, onde não se pode nem andar com um celular na calçada de casa, não é necessário mesmo??? Olha, eu acho que há uma grande hipocrisia aqui, de pessoas que ficam arrumando desculpas para não dizerem a real do que sentem. Se no lugar dessa pessoa anonima estivesse a Angelina Joulie ou a Paola Oliveira, teria gente disputando a tapa um minutinho pra tirar selfie com elas. Mas como foi a travesti, então ficam com esse mimimi de que é chocante, de que é desnecessário, de que ofendeu a religião X ou Y. Todo mundo sabe que o negócio da Igreja é dinheiro. Todo mundo sabe a putaria que existe entre padres, bispos, demais sacerdotes e pastores. Todo mundo sabe que não se acha Deus nenhum em um templo, que ele está é no coração de cada um. Todo mundo viu a Paola Oliveira nua em uma minissérie no começo deste ano - algo desnecessário, mas ninguém ficou dando depoimentos moralistas a respeito. Todo mundo viu filmes como o Exorcista, uma menina de menor enfia um crucifixo na vagina e fica dizendo palavrões para a mãe e o padre f**** ela, mas ninguém aqui disse que era imoral a TV passar esse filme. Ninguém disse que deviam proibir o livro. Então, parabéns pra vocês! Quando alguém de vocês sair na rua e for assaltado, esfaqueado de bicicleta, sequestrado, violentado e tudo ficar por isso mesmo, saibam que a culpa é de vocês mesmos. Não pelo crime, mas pela impunidade que vem depois.

3 comentários:

  1. Sobre isso: "e o padre f**** ela".

    No filme o padre não chega a comer a menina. Não sei se no livro comeu. Mas no filme, recordo que não.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, bom dia, com muita alegria!

      Não, o padre não chegou a comer ela nem teve vontade. Pudera, ele havia perdido a mãe há pouco, que morreu implorando sua presença. Ele vivia um momento em que refletia sobre o seu sacerdócio ser de suma importância à vida dos fieis cristãos, à paróquia, a Deus, mas ter feito dele uma pessoa impotente diante dos cuidados para com a saúde da mãe que já andava na velhice e precisa de cuidados constantes. cuidados os quais ele, por não haver tempo, não teve como lhe dar. Chegava a ser uma ironia ver um padre que aparentava salvar almas enquanto que condenava sua própria a um inferno devido a um suposto abandono de sua própria mãe.

      Mas a menina pedia isso nitidamente no filme. Não li o livro, não sei como está isso no livro, mas no filme é nítido ela pedir pro padre foder ela, embora nem de longe ele pensava nisso. E também era nítido ela ter feito do crucifixo seu brinquedinho íntimo. Ai, deve doer! Menina louca!

      Abraços.

      Excluir
    2. "E também era nítido ela ter feito do crucifixo seu brinquedinho íntimo"

      É, ela soca mesmo. Afinal, não há melhor maneira de vilipendiar um objeto sagrado do que enfiar no cu ou na xota. Choca, mesmo. Especialmente os verdadeiramente crentes.

      Abraços!!

      Excluir

Peço educação e gentileza na troca de ideias. Obrigado!