segunda-feira, 29 de junho de 2015

[Desabafo] Brasil de imbecis - Cristiano Araújo, Marieta Severo e a geração do povo-gado


Nestes tempos de redes sociais a toda, não é difícil encontrarmos postagens equivocadamente polêmicas, visando que as pessoas sempre se manifestem parecendo mais um monte de gado sendo conduzido como bem seus criadores negociantes assim desejam. 

Muitos choraram em excesso pela perda do tal cantor Cristiano Araújo, não pelo fato da morte brutal que poderia ter sido evitada, mas porque ele era lindo, engraçadinho, tinha um relacionamento com uma garota, um passado com filhos pequenos, branquinhos, bem de acordo com o que a sociedade mais gosta, pois se fossem pretinhos e banguelas, duvido que haveria tanta massa se comovendo tanto com essas criancinhas. Engraçado que muita gente manifestava não conhecer o cantor e também o fato de que é necessário ter mais cautela na estrada, no volante, na segurança dentro do carro e principalmente alguns questionavam o fato de ele não ter esperado o dia seguinte para partir já descansado. Mas tais observações eram abafadas pelas postagens que intimavam o clamor do povo-gado, que certamente acabava sendo bem mais barulhento e até comovente sim. Esse povo simplesmente não queria saber de nada, a não ser manifestar-se de como foi grande a perda, como ele era lindo, como ele parecia ter uma vida exemplar (oi??? vida exemplar com dois filhos frutos de uma relação amorosa que já não existia mais e mais um outro de cerca de 13 anos, fruto sei lá do que....??? Vemos então a sociedade conivente com muitas vidas semelhantes a do político Aderbal, de Babilônia). Chegamos ao cúmulo de ver pessoas defendendo feriado de 3 dias em alguns lugares do país por conta da tragédia. Um completo desserviço à sociedade que já amarga uma crise e mesmo assim querem desculpas para conseguirem mais feriados para não trabalharem. Sim, porque você vai em postos de saúde e o médico, antes de perguntar "como vai?", já vai logo querendo saber para quantos dias de serviço você quer o atestado dele. 

E aí, claro, na primeira oportunidade, por que não tentar massacrar também a Marieta Severo, que foi ao Faustão e não entrou na onda dele, de falar mal do país? Como sempre, a mídia oportunista sempre dá um jeitinho de manobrar seu povo-gado. Se a Marieta tivesse endossado as reclamações até bem colocadas de Fausto Silva, certamente iriam arrumar um meio de fazer sensacionalismo também. Mas a Marieta preferiu não defender o momento atual e nem criticar. Apenas demonstrou estar lúcida com o que se passa com o país, que não está vivendo ignorante ao panorama social difícil que atravessa o Brasil, mas preferiu dizer-se otimista lembrando que já tivemos grandes crises antes e conseguimos superar, então certamente conseguiremos superar novamente mais esta. E o que aconteceu, logicamente, foi pipocar manchetes a fim de que o povo-gado se manifeste, como sempre, de forma animalesca e nada racional, pois de que adianta a Marieta Severo falar "X" ou "Y" no programa do Faustão? Só porque ela foi casada com Chico Buarque não quer dizer que ela detém algum poder no panorama político e social da nação. E outra coisa: vivemos em uma democracia, mas cada vez mais estou me questionando sobre isso, pois parece que só é bem vindo a ter opinião livre aquela pessoa que fala exatamente o que todos querem ouvir. Aquela pessoa que segue exatamente a linha de manobra que a mídia quer que todos assim façam. Se a pessoa diz algo que não é com as palavras esperadas, ela então não tem direito e ter opinião? Então não existe democracia a ela? Acho um absurdo como o povo-gado anda tão facilmente levado lá e cá, a ponto de já se direcionarem como bem querem seus interesseiros, na menor afirmação de qualquer coisa que qualquer pessoa diga em um veículo de mídia. Enquanto isso, assuntos realmente importantes - como a proliferação de racismo  e intolerâncias diversas crescentes  - vão se tornando algo a não se percebido, a não ter a devida consideração porque assim fazem com que seja divertido. Vamos vendo um pais afundar porque está preferindo rir demais de assuntos os quais deveria se preocupar e formando opiniões intelectuais demais acerca de situações que não dizem respeito a ninguém. Afinal, até onde sei, dizer que já passamos por crises antes e que tem esperança de que vamos superar mais esta, não é ofensa a ninguém. 

Daqui a pouco, vamos chegar a um ponto onde não poderemos escrever nem um bom dia na Internet, não poderemos criticar uma comida ruim que comemos e nem falar bem de algo que usamos e gostamos, porque tudo vai ganhar uma proporção muito maior do que deveria ter na verdade. Não vamos conhecer realmente o que a pessoas pensam, não vamos saber como elas são, já que estarão disfarçadas e não manifestarão nada que seja fora do padrão aceitável pelo povo-gado. Só sei que cada vez mais tem gente se ferrando nas mãos de pessoas que um dia conheceram e se revelaram ser bem diferentes do que aquilo que se viu na Internet. Não pense que os psicóticos e bandidos são sinceros na sua exposição nas redes sociais. Muitos deles estão infiltrados, disfarçados, agindo exatamente como o povo-gado gosta, sendo pseudo-exemplos para tudo - uma armadilha ideal para fazer suas vítimas. 

É impressionante como o povo-gado não vê problema algum em massacrar pessoas por causa de sua cor, classe social ou orientação sexual. Mas vê um problema enorme àqueles que não querem um feriado de três dias por conta da morte imprudente de uma pessoa conhecida, ou em uma declaração de quem tem esperanças na recuperação do país. Parece que ser otimista e querer transmitir esperança, ao invés de falar mal, está sendo visto como algo bastante perigoso aos brasileiros. Talvez, se a Marieta Severo agisse como a Dona Nenê da grande família - e chorasse bastante pela morte do Cristiano Araújo e também lamentasse a situação do país - ela certamente conquistaria a admiração de muitos e muitos integrantes do povo-gado. Afinal, o povo-gado acredita mesmo que a atriz Bruna Marquezine teve um relacionamento lindo e duradouro com o jogador Neymar e que agora ela encontrou o amor da vida dela no parceiro da novela que está fazendo. O povo-gado acha que tudo isso é verdadeiro, é sincero, em nenhum momento passa pela cabeça deles que isso é só jogada para alavancar a popularidade da novela.

E ô ô... vida de gado
Povo marcado e povo feliz

quarta-feira, 24 de junho de 2015

[Meus Desenhos] Bidu e Bugu


Já compartilhei algumas vezes essa "fanart" (arte de fã). Muita gente nas redes sociais já conhece, assim como os poucos leitores que me seguem desde os blogues anteriores. Mas, como sempre tem gente nova na área, vale a pena colocar aqui essa pequena HQ que fiz usando os personagens da Mauricio de Sousa Produções, que me deram tanto gosto na leitura de gibis quando criança e assim continuo até hoje. Então é mais do que natural começar a querer desenhar usando-os como lições. Gastei muita folha de papel carbono rabiscando os gibis antigos de turma da Mônica e depois tentava fazer à mão livre mesmo, no estilão aventureiro do "olha e faz igual". Claro que ficava uma porcaria, pois uma criança de sei lá! sete ou oito anos não tinha como ficar desenhando como adulto. Hoje, quando acontece de encontrar algum desenho dessa época, algo muito difícil de ocorrer, Graças a Deus!, corro pra debaixo da cama, tamanha a vergonha....rsrsrs...

Fiquem com a "fanart" de Bidu e Bugu, da Mauricio de Sousa Produções, que fiz com muito carinho.

Sempre é bom lembrar que a imagem pode ser ampliada quando se clica nela aqui no blogue. 

Abraços.





quarta-feira, 17 de junho de 2015

[Revista] Uma breve opinião sobre as revistas mensais n° 2 da MSP


E o tempo passou e chegou a hora de deixar pra trás todo aquele "barulho" que proporcionou um clima especial sobre a numeração reiniciada que sofreram os títulos Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali, Chico Bento, Turma da Mônica e Neymar. Como Neymar não é exatamente da turma, é mero caça-níquel, acredito que dificilmente vão me ver comentado sobre sua revista. Está chegando nas bancas o número dois de cada um desses títulos e agora é que são elas, pois selecionar boas HQs para um momento especial nem é tão difícil. Quero ver é manter o patamar nas edições posteriores, em números aparentemente comuns como dois, trinta e cinco, vinte e sete, quarenta e três, cinquenta e oito etc.

sexta-feira, 12 de junho de 2015

quinta-feira, 11 de junho de 2015

[Meus Desenhos] As Gêmeas

 Dando prosseguimento aos quadrinhos que mostram o envolvimento entre Paulinha (uma das gêmeas) e Mário, eis os trabalhos finais desse momento. Para ver os anteriores, vá à nossa postagem anterior.







Abraços a todos.

Fabiano Caldeira.



quarta-feira, 10 de junho de 2015

[Meus Desenhos] As Gêmeas

Ainda não sei como, mas pretendo ainda este ano fazer com que meus desenhos ganhem algum tipo de impressão, nem que seja algo bem restrito e caseiro, mas é preciso saírem do ambiente virtual. Como a trama do lobisomem ainda anda me dando um trabalho, provavelmente serão as gêmeas mesmo a estrearem no papel. Tudo vem sendo feito devagar, em páginas que parecem oferecer meras piadinhas independentes, mas que podem ser lidas juntas dando uma impressão de continuidade.

Enquanto isso, o jeito é ir divulgando trabalhos já conhecidos para que a visibilidade se mantenha. Estamos na semana do dia dos namorados. Paulinha conhece Mário e parece que tudo vai indo bem entre eles, ao menos é o que procurei mostrar nas tiras produzidas em 2013.














terça-feira, 9 de junho de 2015

[Desabafo] Que País é esse???

Ainda sobre a crucificação LGBT >>>


O que eu acho engraçado são comentários no Facebook, Instagram e Google+ dizendo que era desnecessário. Em um país onde se arrasta um milhão de pessoas para uma avenida contra a presidente e ela finge que nem foi com ela, ficou tudo por isso mesmo, onde andar de bicicleta pode matar porque alguém pode te dar uma facada e ficar por isso mesmo, onde não se pode nem andar com um celular na calçada de casa, não é necessário mesmo??? Olha, eu acho que há uma grande hipocrisia aqui, de pessoas que ficam arrumando desculpas para não dizerem a real do que sentem. Se no lugar dessa pessoa anonima estivesse a Angelina Joulie ou a Paola Oliveira, teria gente disputando a tapa um minutinho pra tirar selfie com elas. Mas como foi a travesti, então ficam com esse mimimi de que é chocante, de que é desnecessário, de que ofendeu a religião X ou Y. Todo mundo sabe que o negócio da Igreja é dinheiro. Todo mundo sabe a putaria que existe entre padres, bispos, demais sacerdotes e pastores. Todo mundo sabe que não se acha Deus nenhum em um templo, que ele está é no coração de cada um. Todo mundo viu a Paola Oliveira nua em uma minissérie no começo deste ano - algo desnecessário, mas ninguém ficou dando depoimentos moralistas a respeito. Todo mundo viu filmes como o Exorcista, uma menina de menor enfia um crucifixo na vagina e fica dizendo palavrões para a mãe e o padre f**** ela, mas ninguém aqui disse que era imoral a TV passar esse filme. Ninguém disse que deviam proibir o livro. Então, parabéns pra vocês! Quando alguém de vocês sair na rua e for assaltado, esfaqueado de bicicleta, sequestrado, violentado e tudo ficar por isso mesmo, saibam que a culpa é de vocês mesmos. Não pelo crime, mas pela impunidade que vem depois.

terça-feira, 2 de junho de 2015

segunda-feira, 1 de junho de 2015

[Vídeo] A degradação humana se revela em vídeo sobre Penadinho "Vida"


Apresento a vocês um vídeo que tem dado o que falar nestes dias. Como saltar seu ranking de visualizações repentinamente? Ele conseguiu. Vejam e depois tirem suas próprias conclusões:



[Revista] O que mais gostei na revista da Magali N°1 ne?

Confesso que tinha um pouco de medo dessa nova edição da Magali n° 1. Da Panini, tenho pouquíssimas revistas dela. A chamada de capa não foi o que posso dizer de chamativa para o início de uma nova série. A personagem tem todo um núcleo próprio que convive com ela, são personagens que às vezes aparecem apenas em seu título mensal. Não sabia ao certo o que ia encontrar e achava que poderia não me agradar.