segunda-feira, 25 de maio de 2015

[Revista] O que mais gostei na revista do Cebolinha N° 1 ne?


Gostei de ela abrir com uma história acerca de um objeto curioso e místico, pois, de certa maneira, o estúdio já teve muita cautela em abordar temas assim, envolvendo misticismo e crendices. Cebolinha e Cascão indo ao estabelecimento de um homem que sabe a respeito de um objeto indígena chamado apanhador de sonhos - e conversando sobre o fato - é uma boa situação. Mas o melhor é ver o que acontece quando o apanhador de sonhos do Cebolinha então quebra: uma sucessão de pesadelos vem à tona, atormentando os dois. Cada coisa doida que dá vontade de rir. Aquele dragão com as cabeças da Mônica foi a melhor!

Cebolinha estrela outra historinha, desta vez, bem fofa. "QUERO COLO" mostra ele e a sua irmãzinha. Ele não quer perder uns minutos de seu tempo para cuidar dela enquanto a mãe termina a tarefa em casa. Gosto desse momento. Tudo é muito fofo, muito bonitinho, mesmo com o Cebolinha não gostando nada do momento. É uma historinha típica de miolo de revista. Não tem o compromisso de mostrar muita coisa. Provavelmente devem elaborar esses argumentos de forma completamente despretensiosa e, por incrível que pareça, me satisfaz.

"A MOEDA DA SORTE" é mais uma boa história com Cebolinha e Cascão o tempo todo. Cebolinha jura que tinha uma moeda da sorte. Os traços dos personagens são bem bacanas. Em alguns quadros há até alguma mudança de ângulo. Gostei.

Cebolinha n° 1 termina com a história "DIVIDIDO". Nimbus aparece com seus objetos de mágica e então surge o Cebolinha fugindo da Mônica. Desesperado, ele se esconde no primeiro lugar que vem pela sua frente e aí começa uma trama meio louca, pois ele acabou sendo dividido ao meio. O absurdo, de ver o tronco do Cebolinha se manifestando de um lado e suas pernas correndo para outro, foi bem divertido. Só faltou mesmo o personagem Louco ter aparecido, pois o momento foi mesmo bem pirado e engraçado.

Claro que a edição contém outras histórias, mas estas foram as que mais gostei e o motivo pelo qual compartilho que tive a minha diversão garantida. Quando a gente lê e relê algumas histórias é porque elas realmente caíram no agrado. Uma curiosidade foi ver uma HQ do Chico Bento dando uma quebrada nessa atmosfera toda de Cebolinha, Mônica e Cascão. Foi uma historinha curtinha, mas bacana. Os desenhos (ainda sobre a HQ do Chico) poderiam ter sido melhores. Por isso, apesar da boa surpresa, não vou dizer que gostei horrores de ter visto esse "mix".

Também não convém falar das páginas diferentes e das mudanças, pois tudo já foi explicado por aí. Minha postagem foca em compartilhar o que de melhor teve nas edições n° 1. Apenas isso. Se um dia a postagem tiver o objetivo de mostrar mudanças ou meter o pau, certamente vocês saberão. A minha teoria de terem voltado a numeração é uma só: estratégia de vendas. Pode ser que a MSP teve que se sujeitar à Panini, pois já não é de hoje que os super-heróis passam por estranhas mudanças na editora. Mas, pode ser que a própria MSP resolveu investir na ideia por motivos óbvios. Falando francamente, pensar nisso não me interessa nem um pouco. A meu ver, não deviam sequer colocar número, já que há chamadas nas capas que identificam as edições e depois há datas da publicação claramente colocadas no cantinho do expediente.


------------ Banco de Imagens ----------------








8 comentários:

  1. Esse gibi parece estar muito bom! Bem melhor do que o do Chico Bento, que eu comprei. Aliás, essa HQ do Chico já é melhor que quase todas do seu próprio gibi desse mês!
    Enfim, que venham coisas boas daqui pra frente!!

    Ps: Essa perna do Cebolinha me lembrou muito um episódio do Chapolin onde ele é cortado por m machado ao meio, e sobrevive graça ao feitiço de uma bruxa. No entanto a perna dele vai para um lado e o tronco fica em outro. Vai ver essa boa ideia foi tirada daí rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Que bom que curtiu a HQ do Chico. Não sei se percebeu, mas ela está inteira aí no banco de imagens. Eu, particularmente falando, digo que já vi uma arte melhor nas historinhas do Chico, viu. Mas não achei ruim ele ter aparecido. Foi uma surpresa boa, porém, nada que eu diga "Oh, puxa! Que legal essa HQ do Chico Bento na revista do Cebolinha! Podia ser assim sempre!" ...rsrsrs.....

      Sobre a trama com o Cebolinha dividido, quem sabe? Muita coisa foi feita ao longo de tantos anos. Chega um ponto em que os temas se repetem e o artista bota pra fora aquilo que está na mente dele, de alguma forma. Pode ser que sim. Quem sabe?

      Abraços. Tudo de bom!

      Excluir
  2. "Também não convém falar das páginas diferentes e das mudanças, pois tudo já foi explicado por aí."

    O lance mesmo é falar sobre a revista da postagem. Até pq vc já falou dessas mudanças em outra postagem rsrs.

    Essa revistdo Cebolinha eu achei a q teve melhores roteiros, mas traços ficaram muito feios, principalmente a hq do Chico. Não gostei dos traços de "moedinha da sorte". Muito estranho tbm.

    Tiveram poucas hqs com secundários esse mês. Nesse do Cebolinha até tiveram com o Chico, Rolo e Penadinho, mesmo assim todas curtas. E nenhum gibi teve Papa-Capim e Astronauta.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marcos! Tudo bem? Espero que sim!

      Acredito que os personagens de outros núcleos vão aparecendo aos poucos, pois embora as historinhas não façam menção a um número 1, coleção nova e coisas assim, acredito que foram escolhidas porque mostram bem a personalidade dos personagens. Cascão sujinho, Cebolinha encrenqueiro, Magali meiga, comilona e agora meio bruxa.... acho que eles procuraram por isso, mostrar como são os personagens-chave em cada uma de suas próprias revistas. Mas isso é só um "achismo" meu.

      A história da moedinha eu gostei bastante. Eu gostei dos traços nela, achei muito caprichados. Gostei mais do que nas outras histórias, pois o rosto deles está bem mais próximo de como eram há alguns bons anos. Mas é assim mesmo. rsrsrs.... Gosto é algo muito individual. Cada um tem o seu e a gente convive com essa diversidade toda de preferências e estilos que agradam e não a outros e vice-versa. rsrs... Um forte abraço, meu amigo! Tudo de bom! Seja sempre bem vindo e sempre me expresse sua opinião.

      Excluir
  3. Sobre os secundários, estão em peso em TM #1. Tem Tina, Piteco e outros.

    Essa revista do Cebolinha foi legal, mais a melhor foi a da Monica.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, cara! Infelizmente esse titulo eu não sei se irei comentar. Estou apenas com os cinco nomes principais aqui. Mas, que sabe??? Um abraços.

      Excluir
  4. Legal suas postagens sobre a turma,belas opniões e não é como muitos que compra a revista e ja vai procurando defeitos,até os mais miseros e pequenos,e comentam na net como se fosse muito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está sendo gentil. Obrigado! Muitas vezes faço postagens onde escrevo várias críticas. Mas não tenho motivos pra fazer isso com essas revistas. Elas me agradaram. Mais uma vez agradeço. Tudo de bom!

      Excluir

Peço educação e gentileza na troca de ideias. Obrigado!