quinta-feira, 9 de abril de 2015

Antissocial

Venho percebendo que ando ficando meio antissocial. Não sei é o fato de perder o interesse no diálogo humano ou se pode algo mais grave e desconhecido. O fato é que me fechei para meu mundo, as pessoas que já fazem parte dele e minhas leituras de tal forma que chega a ser incômodo algum acontecimento inesperado. 

Exemplo: hoje recebi uma visita surpresa da futura sogra do meu irmão e seu "namorido". Eu a vi uma única vez e gostei, achei-a simpática, mas foi numa festa de fim de ano onde ela me chamou e também mais umas 50 pessoas. Então fui apenas mais um a ir lá. De repente ela me aparece aqui, sem avisar nem nada, minha casa precisando de uma limpada e eu com preguiça, não tinha nem comida, pois meu companheiro almoçou onde estava (em reuniões) e eu me virei com pão e qualquer coisa, precisava ir ao banco retirar dinheiro, pagar contas... mas, enfim... tratei bem, com educação, batemos um papo, tomamos cerveja, suco, água etc.... depois de uma hora e meia foram embora porque cometi a deselegância de concordar que era preciso eu mesmo me voltar aos afazeres do meu cachorro-quente de logo mais, esta noite.

Peguei-me pensando no que está acontecendo comigo. Percebi certas coisas neles que prefiro não expor, mas que me avisaram que poderiam não ser as pessoas encantadoras que pensei que fossem. Ao mesmo tempo, percebo que posso estar apenas julgando alguém por causa do constrangimento que tive. 

Ando me sentindo muito bem quando passo o dia desenhando, lendo ou com alguém do meu convívio de sempre, ou seja, a família bem próxima e rotineira. Mas, quanto mais sozinho estou, melhor me sinto. 

Até a internet tem me surpreendido. O Facebook está me causando certo asco. As notícias divulgadas na Internet me fazem sentir pior ainda. O que gosto mesmo de fazer é atualizar meu blogue, ler alguns blogues "amigos" e alguma divulgação de quadrinhos a fim de me situar de novidades nessa área. Fora isso, sinto que chega a ser uma perda de tempo pra mim.

Acho que estou me tornando antissocial. Talvez seja uma psicose, talvez sejam as pessoas mesmo ou o próprio diferencial que quebra a rotina já tão conhecida e estabelecida por mim. Muita coisa me cansa atualmente: o papo de desenhistas que ainda nem conseguiram seu lugar ao Sol, as divulgações maciças de cada título de HQ como se fossem imperdíveis, o mesmo papo de rede social de sempre, cheio de lições de vida e moral, e opiniões que deve ser seguidas. Foda-se tudo isso. Sou uma pessoa real, gosto dos meus defeitos, tenho preguiça de limpar a casa (mas limpo, embora não com muita frequência), gosto de ver tosquice na TV, de ler tosquice também, não gosto de gente só fala em Deus com aquele papo de "quero te levar pra minha Igreja". Nossa! Como tenho vontade de amarrar pessoas assim numa árvore, encher de gasolina e botar fogo. Tem dias que tenho a impressão de que não entrei no meu face, mas sim em algum culto da Universal.

Estou muito cheio de muita coisa e aqui neste meu mundinho pelo menos leio comentários e postagens de outros blogues que fogem um pouco dessa coisa toda. não me esperem chamar parentes pra um churrasquinho de domingo com muita carne e cerveja. Prefiro morrer em cima da minha cama a aturar coisas desse tipo aqui na minha casa. Sei lá..... acho que estou pronto pra ir embora daqui.

2 comentários:

Peço educação e gentileza na troca de ideias. Obrigado!