quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

[Vídeo] Compras na "Amazon"



Vídeo novo, último do ano, mostrando como foram minhas compras de Natal na AMAZON. Infelizmente a imagem apresenta instabilidade, mas dá pra assistir. Feliz 2016 a todos!

Fabiano Caldeira.


quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Minha Retrospectiva - Filme, TV, Quadrinhos, Redes Sociais, Livros


Hoje, quero fazer um breve balanço de alguns fatos que marcaram meu ano. 

Filme - Fiz várias postagens aqui, a respeito de filmes focados em ataques de zumbis, mortos vivos, essas criaturas que não estão muito vivas e nem completamente mortas. Todos eles, eu penso, foram inseridos em postagens chamadas de "INDICAÇÃO ZUMBI". Algumas abriam com uma arte de algum talento independente das HQs. Outras traziam alguma imagem do filme a ser comentado. 

TV - Tivemos muitas perdas no cenário da televisão, como acontece todo ano, e uma delas foi a Marília Pera. Estamos perdendo grandes atrizes. "OS DEZ MANDAMENTOS" foram um bálsamo no quesito teledramaturgia. Já Xuxa, decepção. 

Quadrinhos - Fechei blogues, abri este e conheci um grande número de pessoas interessantes que dão um duro danado para produzirem seus próprios quadrinhos. Percebi que essa luta realmente é muito solitária, individual e pode ser até amarga, de certa forma, devido ao artista nem sempre conseguir o reconhecimento almejado. Preciso registrar um agradecimento muito especial ao Eberton Ferreira e ao Fábio Gesse, pela atenção e carinho ao longo de todo o ano. Vocês são muito especiais!

Da linha de produção mais conhecida pelas granes editoras, DC e Marvel sem muita história para contar. Sobrevivendo à custa de material antigo sendo "re-re-republicado".  A Valiant não aguentou o ostracismo.  A Turma da Mônica resetou sua numeração após chegar ao número 100 pela Panini, e esteve muito bem representada pelos especiais acerca das comemorações de seu criador, Mauricio de Sousa, e as edições do selo "GRAPHIC NOVEL". Disney trouxe ótimas aventuras tanto em seu material mensal inédito quanto nas republicações. Vieram também mais quatro especiais em formato luxo, sendo que já tinham lançado dois há certo tempo. Pixel revelou bons encadernados de personagens diversos, cultuados por leitores com mais de 30 anos. 

Redes Sociais -  Criaram a SOCIAL COMICS, um belo exemplo onde o leitor faz uma assinatura e escolhe quais quadrinhos deseja ler. Algo bem no estilo NETFLIX. Além disso, os sistemas de financiamentos de produções independentes encontraram seu público e começaram a se multiplicar agora no último trimestre. Há diferenças nas propostas. É preciso saber direitinho o que o autor procura e qual o melhor sistema para ele se cadastrar a fim de obter um financiamento do seu projeto autoral. Já o Facebook, este ano, sem novidades, jogando uns contra outros da mesma forma que aconteceu ano passado. Twitter foi menos comentado. Whatsapp foi o grande "BOOM" do ano.

Livros - o hábito de comprar livros tem voltado através de eventos curiosos como o modismo das edições especiais para colorir, adaptações de histórias como "CINQUENTA TONS DE CINZA" para o cinema e a literatura bem coloquial de novos escritores brasileiros que bebem dessa característica encontrada em Luis Fernando Verissimo, que é a de contar uma ficção em primeira pessoa e/ou de se expressar de forma tão simples e natural que parecemos estar diante de uma conversa. Acredite! Leituras assim te prendem! Que bom que o país tem se rendido a esse nicho que já existia há décadas, porém, só conhecíamos através de obras estrangeiras. 

O que vem por aí em 2016, só vivendo o ano pra saber.

Abraços a todos.

Fabiano Caldeira.


sábado, 26 de dezembro de 2015

[Refletindo] Pesquisando na Internet....



Pesquisando na Internet, fico impressionado com alguns pontos de vista que leio - aquelas opiniões que o povo deixa em algum site específico. E aí, eu fico refletindo aqui, tomando cuidado para não fazer julgamentos, mas sabendo que isso pode ser inevitável:

Todo mundo ama cantores como Luan Santana, por exemplo, que representa bem a música de grande alcance popular. O pessoal sabe que ele, hoje, vive disso - e vive muito bem! - e todos amam. O mesmo acontece com os demais desse ramo (seja solo, dupla sertaneja ou banda).

Todavia, o mesmo não se reflete quando saímos da música (ou da TV) e caímos de paraquedas, por exemplo, no livro, na HQ. É verdade que está havendo um crescimento nessa área e algumas pessoas estão conseguindo de fato alcançar a expectativa de viverem produzindo sua arte. Embora, ainda não vejo aquele autor novo e/ou independente batendo no peito e afirmando que agora vive de sua atividade. Mas os comentários que tenho lido tratam com desdém essas pessoas. Chegam a citar Machado de Assis e até Shakespeare como bons ícones da literatura, mas condenam os novos e/ou desconhecidos. E percebo que não se trata de talento. Talvez, suponho que há um pensamento de que não se deve cobrar pela arte que fazem. 

Então eu penso: "Se um cantor popular consegue arrecadar boas cifras com sua arte na música, por que um desenhista de HQ ou um escritor de ficção não pode? De onde vem o conceito de que a arte em papel deve ser apenas gratuita para se tornar aceita? Essas pessoas já leram algo? Já tentaram produzir uma história? Elas têm consciência do trabalho que dá?"

 Essas questões me aparecem toda vez que faço essas pesquisas.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

[HQ] Duas histórias de Natal, uma com Chico Bento e outra com Cebolinha


Olá, pessoal! Estamos em plena véspera de Natal! Venho compartilhar as última postagem temática mostrando, na íntegra, scans de duas HQs também retiradas do ALMANAQUE DE NATAL DA MÔNICA N°11. 


Editora Abril - Novembro de 1981

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

[Vídeo] Here With Me - Uma música, dois vídeos diferentes


Impressionante como algumas pessoas realmente sabem usar a Internet para algo bacana.
O que posto aqui são dois clipes diferentes usando a mesma música. E veja que interessante a edição do Paulo Fernandes, que trouxe um final visivelmente mais feliz e ainda acrescentou seus próprios dizeres no final - muito lindo! Eu adorei! Show!




O segundo vídeo mescla cenas do clipe da Dido com imagens da Sarah Brightman. Uma pena que não consegui encontrar em melhor definição de imagem, mas dá pra notar a pegada de espiritismo que fizeram, o que também curti bastante. Dido foi muito feliz com o vídeo clipe, entretanto, eu prefiro a potência da Sarah. Por isso gostei tanto dessa mesclagem. Se alguém o encontrar em definição melhor, me fale! Por favor!




sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

[HQ] O ASTRONAUTA (e os coelhinhos azuis à espera Papai Noel)


Olá, pessoal! Compartilho mais uma HQ de Natal da turma da Mônica. Mais uma que faz parte do incrível ALMANAQUE DE NATAL DA MÔNICA n° 11.


Editora Abril - Novembro de 1981

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

[HQ] MÔNICA E A CHAMINÉ DO SEU JUCA


Olá, pessoal! Mais uma vez, compartilho uma HQ de Natal que integra o belíssimo Almanaque de Natal da Mônica n° 11. Quando fui procurar a data, percebi que só a encontraria na página de expediente da editora. E foi lá que eu vi algo que achei curioso: consta escrito, bem claro, que esta é uma edição especial da revista Mônica n° 139, de Novembro de 1981. Notório, não?

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

[Vídeo] HQ do Bidu - Noite de Natal


Comentando sobre esta HQ do Bidu que mostra o dia em que o Sol quis saber como era a noite de Natal e causou a maior confusão. Eu a tenho aqui no Almanaque de Natal da Mônica n° 11, de Novembro de 1981.


domingo, 6 de dezembro de 2015

[Vídeo] Sessão de correspondência do Mickey n° 879





No vídeo anterior, havia um recado do Xandro na Seção de Cartas do Mickey. Aqui, explico porque não mostrei naquela ocasião. Aproveito e mostro agora.

Um abraço ao Xandro e a todos os demais que assistem meus vídeos!

Boa semana a todos vocês!

Fabiano Caldeira.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

[Vídeo] Mickey n° 879 e Pateta n° 55



A Disney, como sempre, oferece muita diversão através de simples revistas mensais. Estas duas são um bom exemplo: Mickey n° 879 e Pateta ° 55, ambas de Novembro deste ano, são ótimas leituras!

Abraços, pessoal!

Fabiano Caldeira.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

[Desabafo] Editor bunda-mole? Editora mau-caráter? Muito cuidado com alguns blogues, pessoal!


A Disney lançou neste final de ano quatro títulos de encadernados com acabamento de luxo. Um deles, HISTÓRIA E GLORIA DA DINASTIA PATO, vem tendo problemas em algumas páginas/quadrinhos. Isso não devia acontecer em uma obra de fino trato, mas eis que conseguiram tal proeza. Muito foi falado em redes sociais e até em um dos blogues de confiança da própria editora. A manifestação foi maciça porque leitores ficaram revoltados e quiseram expressar seus sentimentos. Algo muito justo, na minha opinião. No mundo da Internet de hoje, colocar os erros de revistas em quadrinhos que são lançadas é até um bom serviço de alerta. Muitos de nós compramos sem analisar o conteúdo. Não queremos perder tempo folheando página a página cada revista que desejamos. Então, esse tipo de atitude é sim bastante interessante e importante para todos nós.

Entretanto, acredito que tudo tenha seus limites. Infelizmente nem todo mundo pensa assim.


sábado, 28 de novembro de 2015

[Revista] História e Glória da Dinastia dos Leitores Disney



A Editora Abril está novamente no palco das manifestações dos leitores de histórias em quadrinhos. Desta vez, o motivo está em um dos encadernados de luxo que foi lançado há alguns dias. História e Glória da Dinastia Pato vem fazendo o pessoal teclar bastante pela insatisfação em encontrar alguns erros na impressão de algumas páginas. 



domingo, 22 de novembro de 2015

[Livro] Compartilhando vários títulos de livros que vi hoje

E o vento levou mais um ano cheio de expectativas e acontecimentos. Agora, com a proximidade do Natal, é melhor ficar atento nos preços dos presentes. Deixar para a última hora pode ser uma opção, mas, por experiência própria, eu me dou muito melhor quando a aquisição é planejada. Dá para pesquisar com calma e correr atrás de preço. 

Hoje estive no Ribeirão Shopping e lá, como sempre, dou uma voltinha na FNAC e nas Lojas Americanas, pois são dois lugares muitos bons para se adquirir algum livro. Abaixo, uma pequena relação do que vi e agora compartilho com vocês:

sábado, 21 de novembro de 2015

[Filme] INDICAÇÃO ZUMBI - PARTE VII - EU SOU A LENDA


Will Smith é o protagonista dessa grande aventura que tem como foco mais um incidente catastrófico que acaba desencadeando uma espécie de apocalipse zumbi. Está começando mais um...


terça-feira, 17 de novembro de 2015

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

[Revista] Almanaque Temático n° 36 - Mauricio com a Turma

A MSP está em festa, são 80 anos de vida de seu idealizador Mauricio de Sousa. Que venham muitos e muitos anos de vida para ele, com muita saúde e alegrias, é o meu desejo. Agora, indo para uma outra vertente, as revistas em quadrinhos, o Marcos - do blogue Arquivos Turma da Mônica - fez uma boa postagem comentando as HQs do Almanaque Temático n° 36 - MAURICIO COM A TURMA. Portanto, recomendo a visita a quem espera conhecer um pouco mais do conteúdo. 

O Almanaque Temático tem sido uma boa pedida por reunir HQs de diversas épocas, dentro de um segmento específico de tal edição. Já tivemos muitos números com o tema de aniversários, alguns envolvendo brincadeiras, outros com as características dos personagens e assim por diante. Desta vez o foco foram as historinhas que tiveram a participação do Mauricio personagem - aquele desenhista que normalmente aparece em algumas "pontas". É justamente esse tipo de material que o leitor irá encontrar nesta edição: as "pontas" do personagem Mauricio de Sousa desenhista. 

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

[HQ] Cascão a serviço do mal - comparações entre o antigo e a republicação recente


Fiz um vídeo com um "review" deste almanaque, mas, nele, não especifiquei que a HQ "CASCÃO A SERVIÇO DO MAL" foi republicada recentemente na Coleção Histórica da Turma da Mônica n° 47. Tal como acontece neste almanaque, n revista da Mônica ela também é a última história. O que vale a pena comentar (e até posto as fotos aqui para comparar) são as mudanças de cores em praticamente todo o cenário. Quando não mudam a intensidade da cor, mudam realmente a escolha dela por completo. Vejam só, uma página inteirinha modificada:

domingo, 1 de novembro de 2015

[Revista] Aquisições de revistas antigas




Muitos podem não se importar com as publicações antigas. Eu ainda corro atrás de algumas delas, pois me lembram de tempos importantes do passado. Não sou de pagar preços exorbitantes, por isso, muitas vezes deixei de aproveitar oportunidades. Mas também sei que alguns desses exemplares não irão aparecer a preço de banana. Estes almanaques, por exemplo, possuem capa cartonada com verniz e 100 páginas. Paguei cerca de R$ 14,90 cada um + frete fixo de R$ 5,00 no site da CASA DO GIBI.

Boa semana, pessoal!




[HQ] A lua não me traiu, mas anuncio cortes de algumas HQs


Depois de vídeos e postagens sobre muitos títulos de HQs, eis que esta postagem abre o queridíssimo mês de Novembro trazendo uma reflexão. Sei da importância de sermos ecléticos e não nos prendermos a apenas um tipo de leitura, mas chega um ponto em nossas vidas que - acredito eu, no meu singelo fragmento racional psíquico - acabamos sendo mais seletivos àquilo que vem para nosso lar. Achei até que tal fato aconteceria bem mais tarde e, talvez pela crise econômica que aí está, agora já me vejo apto a descartar alguns tipos.

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

[Filme] INDICAÇÃO ZUMBI - PARTE V - DIA DOS MORTOS

Olá, pessoal! Estamos em véspera de Halloween, época perfeita para assistirmos aos nossos filmes que tanto nos divertem nos fazendo sentir medo, repulsa ou mesmo vontade de rir. Etá começando mais um....

terça-feira, 27 de outubro de 2015

[Revista] Edição Extra N° 207 - Feitiços e Bruxarias

O mundo Disney é bem fabuloso e fascinante, nos deixa curiosos e entusiasmados. Nos quadrinhos isso não é diferente, pois são neles que ainda vemos a essência dos personagens mais tradicionais que se transformaram em verdadeiros talismãs para a empresa. Ainda que no Brasil, em meio a esses altos e baixos de economia, as publicações ainda não representam algo tão glamouroso do que parece ser lá fora, sobretudo na Europa, onde a produção contemporânea anda a todo vapor e tem obtidos expressivos resultados. 

Vasculhando na Internet - em uma daquelas horas que procuramos assuntos nada a ver com quadrinhos e disney - eis que encontro uma imagem de uma revista que nunca tinha visto. Fui pesquisar em um bom site brasileiro que cataloga grande parte dessas publicações nacionais e descobri coisas que achei bem interessantes - e agora, nesta semana de Halloween, pensei que seria uma boa ideia aproveitar a "coincidência" para compartilhar com vocês:



Edição Extra n° 207 - Editora Abril - 1992

Capa de Euclides K. Miyaura

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

[Vídeo] Falando do lançamento da HQ independente A REDE DA CARNE








Foi lançada, há pouco tempo, a revista especial "O LIVRO NEGRO DO SPEKTRO - A REDE DA CARNE" que contém na íntegra toda a trama envolvendo o comércio de carne humana pelo frigorífico Everest. Inicialmente ela foi projetada para ser publicada em partes pela revista "SPEKTRO", mas o editor e responsável pela publicação decidiu que seria melhor algo mais especial - e eis, então, a publicação com toda a aventura toda produzida pelo grande artista independente de São Gonçalo-RJ, Eberton Ferreira, o mesmo que vem se destacando já há algum tempo com sua trama ambientada na época do Brasil colônia: O DEMÔNIO DAS MATAS.

Para adquirir o especial A REDE DA CARNE
editoraculturaequadrinhos@gmail.com

A REDE DA CARNE - https://www.facebook.com/rededacarne

Editora Cultura e Quadrinhos - https://www.facebook.com/EditoraCultu...

Editora Cultura e Quadrinhos site oficial - http://editoraculturaequadr.wix.com/c...

Eberton Ferreira - https://www.facebook.com/eberton.ferr...

Fanzineston - https://www.facebook.com/groups/70106...

Fanzineston site oficial - https://fanzineston.blogspot.com.br

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

[Vídeo] Falando da HQ independente ILHADO





Falando dessa obra bem bacana do grande Vitor Coelho, quem fez todo o argumento e roteiro da HQ, e Marcelo Salaza, essse desenhista craque na arte do preto e branco que predomina ao longo da trama. O material que mostro agora está em PDF, mas a revista física existe para a venda. Contatos para você adquirir a sua:

Vitor Coelho - https://www.facebook.com/vitorluciocoelho

Marcelo Salaza - https://www.facebook.com/marcelo.salaza

Metavírus site oficial - http://metavirus.com.br

Metavirus página - https://www.facebook.com/metavirus

Vitor Coelho e Marcelo Salaza estarão no FIQ - Feria Internacional de Quadrinhos - que acontece em Belo Horizonte de 11 a 15 de Novembro de 2015 - https://www.facebook.com/FIQ2013

FIQ site oficial - http://fiqbh.com.br

Vitor Coelho estará no Made in Japan, um evento que acontece em Poços de Caldas , dias 07 e 08 de Novembro de 2015 - https://www.facebook.com/eventomadejapan

Entre em contato e adquira já o seu exemplar!


terça-feira, 20 de outubro de 2015

[Revista] Uma capa bem inusitada de Donald


Uma capa bem inusitada de repente vi exposta na Internet. Traz Donald e Margarida fazendo amor e os sobrinhos Hugunho, Zezinho e Luisinho pegando-os no flagra. Pergunto:

- foi sério isso ou será apenas brincadeira de Internet?
- se foi sério, se realmente existe uma capa assim, ela vem para o Brasil quando?

Eu queeeero! Ah! Ah! Ah! Ah!




segunda-feira, 19 de outubro de 2015

[HQ] As comemorações atuais da MSP


Sou leitor de quadrinhos desde que me dou por gente. Quem me segue há um bom tempo sabe que tive um grande hiato nessas leituras no período aproximado de 1994 a 2007 que foi quando voltei a ler, aos poucos, um gibi qui e outro ali. Entretanto, mesmo não lendo gibi por cerca desses aproximados 13 anos, lia livros, revistas, jornais, então a leitura sempre foi constante. 

Sem enrolar muito, só queria deixar aqui o que penso sobre o foco das comemorações em torno da Mauricio de Sousa Produções. Vem aqui quem quer -, não fico esfregando minhas palavras na cara das pessoas e nem fazendo elas engolirem à força o que digo, portanto, ainda pensando que moro em um país livre de opinião, vou dizer:

Admiro muito os gibis envolvendo os personagens da turma da Mônica. Lembro que era meu estímulo para estudar, pois, ao passar de ano, meu pai cumpria o compromisso de ter que me presentear com cerca de 10 revistas de uma vez. Claro que, ao longo do ano, a minha mãe sempre dava um jeitinho de me comprar alguma edição fininha do Cascão ou Chico Bento. Mas não eram muitas essas vezes, pois vivíamos em tempos onde a economia estava assustadora e meu pai tinha muitos gastos, pois ajudava a família da mãe dele e também a da sogra. Aprendi a desenhar rabiscando esses gibis, primeiro com carbono no verso da folha, depois fui fazendo no esquemão "olha e faz do lado". 

Hoje eu sou um adulto e minha retomada ao colecionismo dos gibis se dá em meio a momentos em que ficava horas e horas em hospitais e  depois tapeava momentos de agonia em casa, ou seja, já não havia mais aquele velho sentimento inocente. Ao longo do tempo, tenho adquirido alumas revistas antigas as quais tinha me livrado e vejo que muitas vezes minhas lembranças de admiração eram mais sentimentais do que por qualquer outro fator real. 

Dizem que as HQs de hoje são ruins. Que as obras envolvendo a turma da Mônica antigamente eram bem melhores. Eu concordo em certos aspectos. No sentido de que não havia a preocupação de se pensar em fazer um enredo voltado para as criancinhas e muito menos de que tal aventura fosse influenciar algum ser de mente fraca por aí. Muito pelo contrário: havia sim o intuito de influenciar as pessoas a pensarem e refletirem sobre tal conteúdo, principalmente quando a trama envolvia o Horácio, Astronauta e até mesmo os personagens mais básicos como Mônica, Cebolinha, Cascão. Hoje em dia, na época em que estamos, fica meio que subentendido de que é proibido fazer roteiros que estimulem o jovem a pensar. E a Mauricio de Sousa Produções, com medo enorme de perder todo seu complexo investimento empresarial, supostamente se curva diante dessa característica contemporânea. Mas, ainda assim, é possível encontrar boas HQs, um roteiro de qualidade, desenhos bons, uma arte muito bem aceita - mesmo sabendo que este último quesito poderia evoluir um pouco mais. 

O que  ainda precisa melhorar é a forma esnobe de como tratam as pessoas que demonstram ter um pouco de controle no que consomem. São aqueles que compram os gibis quando dá - não fazem assinaturas, não ficam se portando nas redes sociais com um discurso de fã em cada postagem de alguma novidade que é lançada, não ficam cedendo aos lançamentos e à comunicação impulsiva que diz: "você precisa ter mais este produto". Esse tipo de cliente, embora acompanhe as publicações ao longo de muitos anos e influencia gerações, não interessa muito a esse pessoal hoje em dia. E isso chega até mesmo à cara de pau de fazerem historinhas incentivando o consumismo inteligente. E digo "cara de pau" porque gastar cerca de cinquenta reais todo mês com gibis não é algo que seja realmente necessário, não é mesmo? Sequer chega a ser qualificado de importante. Pode sim, ser interessante, um mimo, um luxo, mas não é algo necessário, não é algo importante. 

E aí eu vejo esse fervor de comemorações sobre os 80 anos de quem fundou toda essa empresa. Parece que tudo está em festa e que todos são bem vindos, mas a real das coisas não é bem assim. A verdade é que fica muito mais fácil trabalhar as emoções das pessoas quando a empresa procura simplesmente não se manifestar a respeito de certas ações. O próprio Mauricio já chegou a se expressar várias vezes por meio do Twitter algumas palavras que mostravam claramente seu descontentamento quando via um placa qualquer com um desenho mal feito de um personagem seu, uma fantasia mal feita da Magali vagando por aí, um scan de alguma publicação do tempo da editora Abril. E esse fato, ainda hoje, não mudou. Há toda uma postura que eles resolveram providenciar e ela diz respeito exatamente ao que escrevi mais acima, neste parágrafo, sobre o poder do silêncio, ou seja, não se manifestar sobre certas coisas. Mas volta e meia alguns "funcionários" deixam escapar um comportamento, digamos, estranho nas redes sociais, como se eles mesmos fossem a própria estrela-mor dessa festa toda - a maior das maiores. E não fazem isso por amor à causa, mas porque querem defender o próprio comodismo da forma como andam desempenhando suas funções na casa.

A festa existe sim, mas, tal como acontece sempre e assim deve ser, todo evento importante é organizado apenas para determinados convidados. Há luz, câmera, ação para todos! Afinal, foi a plateia quem colocou os rumos dessa trajetória como ela é. É preciso lembrar-se das pessoas em geral, do quanto o olhar delas, a assistência a qual prestam, se faz necessária para a rentabilidade dos produtos. Mas não se engane. Expectadores não são convidados. Uma coisa é uma coisa. Outra coisa é outra coisa. Os brioches que eventualmente podem sair de dentro do salão e irem parar nas mãos do povão possuem característica distintas. A degustação não é nem de longe a mesma.

Evidente que, diante de todo meu histórico de leitura dos quadrinhos da MSP, desejo vida longa aos gibis e muitos outros produtos comercializados. Desejo avanços cada vez mais significantes a ponto de termos o gosto de irmos ao cinema e encontrarmos animações de excelente qualidade, por exemplo. De encontrar títulos em bancas que mostrem HQs com um bom cenário e aventuras que não sejam tão restritas de imaginação. Afinal, um mundo de histórias em quadrinhos infantis não pode servir de veículo educacional para ninguém a ponto de se ver obrigado a restringir criatividade. Estamos em um momento, neste cenário social nacional, em que necessário se faz agregar tudo quanto é tipo de fantasia, pois acredito que a tendência certa esteja em somar. O diabo, o bandido, o bailinho, o trabalho infantil, a preguiça de estudar... todos esses itens e muitos outros possuem seu lado bom ao serem inseridos. É preciso liberdade na arte e estímulo ao pensamento livre e racional.

Fabiano Caldeira




sexta-feira, 16 de outubro de 2015

[Vídeo] Falando do que acho do financiamento coletivo, meu sistema de atualizações dos canais e as revistas que ando lendo






Depois de muitos dias fora da web por razões técnicas, eis que me vejo motivado a finalmente gravar um video novo... e daí resolvi falar a respeito desses dias sem PC ("desgasting a lot") e de quebra já engato minha opinião a respeito dessa onda de financiamento coletivo que vem chamando a atenção dos blogueiros em geral.  E aí eu também procuro mostrar as revistas em quadrinhos mais à mão que ando lendo recentemente.

Siga nossos meios de comunicação. O SOCIALIZANDO HQ faz muitas postagens escritas pelo blogue. Essas postagens são compartilhadas na página do Facebook. E este canal do YouTube serve para apresentar os vídeos.



terça-feira, 13 de outubro de 2015

[Filme] INDICAÇÃO ZUMBI - PARTE IV - REANIMATOR e A NOIVA DO REANIMATOR


E agora, com vocês, mais duas boas indicações de filmes que fizeram história no mundo dos mortos vivos. Está começando mais um....




quarta-feira, 7 de outubro de 2015

[Filme] INDICAÇÃO ZUMBI PARTE III A VOLTA DOS MORTOS VIVOS 2 e 3


Olá, pessoal! Em clima bem apropriado, volto para mais postagens da série "INDICAÇÃO ZUMBI". E não é que ela teve uma certa notoriedade? Recebi até sugestões para assistir a alguns vídeos. Alguns eu já vi e outros ainda pretendo assistir. E agora, depois de tantos dias, eis que o Fabiano aqui ressurge do além para mostrar mais uma produção envolvendo os mortos vivos. Está começando mais um....

terça-feira, 22 de setembro de 2015

[Filme] INDICAÇÃO ZUMBI - PARTE II - A VOLTA DOS MORTOS VIVOS



Na postagem anterior, mostrei aqui o "classicão" de George Romero - A NOITE DOS MORTOS VIVOS, de 1968, uma produção onde ainda predominava o cinema em branco e preto. Agora vamos dar um pulo direto aos anos 80.

Ahhhh, os tão famosos anos 80!!!

domingo, 20 de setembro de 2015

[Filme] INDICAÇÃO ZUMBI - A NOITE DOS MORTOS VIVOS






Filmes "trashes" podem ser muito divertidos e uma ótima opção para passatempo. Existem muitos deles focados no horror e atualmente o grande filão a ser explorado se refere aos zumbis. Mas essas criaturas - que nem estão mortas e não andam nenhum pouco vivas - povoam essa arte já há muitas décadas. Indicarei alguns filmes assim nessa série de postagens. Para iniciar, um clássico:

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

[HQ] Donald e A INJEÇÃO


Compartilho esta HQ que, na minha opinião é considerada como icônica no núcleo dos patos da Disney porque reuniu com maestria a ganância e autoritarismo do Patinhas, as situações cômicas do Peninha e o lado esculachado, acomodado e (por que não?) submisso do Donald.

"A INJEÇÃO" foi publicada pela primeira vez em Fevereiro de 1982, em O PATO DONALD, n° 1580 (que, por sinal, tenho aqui na minha coleção, guardada com muito apreço) e eis que a tenho também no ALMANAQUE DO PATO DONALD, n° 8, de Dezembro 1988. 

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

[Vídeo] COLLAB MARVEL - ESTÚDIO ARMON





Cerca de 15 pessoas fizeram seus desenhos para a COLLAB MARVEL, uma ideia do Estúdio Armon.

O Estúdio Armon é um site de autoria do Fábio Gesse Dalphorno,  roteirista e desenhista de HQs no estilo mangá. 

O site foi criado para divulgar  e promover suas obras, assim como as de seu irmão - Lucas Gesse - e demais agregados. Os irmãos Dalphorno possuem várias HQs produzidas, algumas podem ser lidas "online" e outras estão à venda.

Para saber mais, visite o Estúdio Armon - www.estudioarmon.com.br/

Obrigado ao Fábio pelo espaço que me cede para publicar meus desenhos. Muito sucesso a vocês!

Abraços. Tudo de bom!

Fabiano  Caldeira.

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

[HQ] Donald e o Mistério do Moinho de Vento


Olá, pessoal! Venho falar dessa HQ bem bacana do Pato Donald: "O MISTÉRIO DO MOINHO DE VENTO", publicada no Almanaque do Pato Donald n° 8, de Dezembro de 1988. Tive a sorte de resgatar esse exemplar que ganhei há muito tempo, quando eu tinha que conseguir notas boas na escola para que meus pais pudessem me dar revistinhas que não fossem sempre do Cascão ou Chico Bento. Faz alguns anos que consegui esta edição novamente e agora a guardo com muito carinho, folheando-a de vez em quando e relendo algumas de suas HQs. 

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

[Revista] Chico Bento N° 83: O Sanfonaço Valvulado


Em Novembro de 2013, a MSP trazia às bancas a edição do Chico Bento n° 83 pela editora Panini. Em vista dos altos e baixos nas historinhas - já tão citados por muita gente - até que gostei dessa edição. A HQ de abertura "O SANFONAÇO VALVULADO" nem é tão grande assim (comparada às demais aventuras que iniciam uma edição, que se arrastam por cerca de 20 páginas aproximadamente). Ela é bem movimentada no sentido de se passar em uma quermesse na Vila Abobrinha, portanto, os quadrinhos são grandes porque o artista se preocupou de colocar bastante personagens para ostentar o clima de movimentação de gente. E o Chico Bento fica muito fulo quando Rosinha resolve aparecer com Genesinho, obviamente, a fim de provocá-lo (houve uma pequena discussão antes). Para impressionar a garota, ele faz uma espécie de torneio musical com o menino rico, lindo, louro e metido a besta, que adora ficar com a Rosinha. 

terça-feira, 1 de setembro de 2015

[Texto] Vida

A vida está assim
Eu cuido de você
Você cuida de mim

Carinho, afeto, emoção
Calor humano, prazer, tesão
Vento, mar, ação


E vem a intempérie e causa um estrago
Um degrau da escada foi pra baixo
Fica difícil subir mais
Mas a persistência não se abandona jamais

Vem o acaso e traz um ocorrido
Faz o couro ficar tão dolorido
Remédios que curam podemos usar
A cicatriz fica pra lembrar

E vem a intempérie do tempo
E deixa frágil a casa sem alento
Súbita força vem da compreensão
Como se alcança a luz encarando a escuridão

Vem um acaso e traz um ocorrido
A comida estragou, só restou um cozido
A alma chora pela falta de alimento
E se conforta no coração de cimento

Muitos dias passam
Vários são os ventos
O castelo aos pouco se dá vida
O concreto vem do cimento

As muralhas foram erguidas
A casa nova está prontinha
A mobilia velha se faz presente
Pra valorizar os momentos da gente

Sempre o novo acontece
Mas o velho permanece
Sem passado não tem o agora
Sem história não tem o vambora

Porque a vida está assim
Eu cuido de você
E você também cuida de mim

Autor: Fabiano Caldeira

domingo, 30 de agosto de 2015

[Meus Desenhos] Fanart: "Peninha e o Zumbi"


Esse Peninha fui eu quem fiz aproveitando a onda da série "THE WALKING DEAD" que estava em alta.
Abraços a todos. Tenha uma boa semana!

Fabiano Caldeira.


sexta-feira, 28 de agosto de 2015

[Homenagem Póstuma] Hoje um anjinho voltou pro céu


A cadela da minha irmã infelizmente não resistiu. Ela e seu marido pegaram Laica quando era filhote e andava abandonada pela rua, sem destino. Deram bastante amor, carinho. Foram muitas primaveras, verões, outonos e invernos juntos. O profissional especializado bem que tentou, fez o que pode, mas após quatro paradas cardíacas, não deu mais. Triste é, portanto, a única forma de amor puro e incondicional que restava na minha família. Por mais que estejamos preparados, a gente sempre pensa que vai ganhar mais um dia.

[Vídeo] Falando de "A Entediante Vida de Morte Crens"


Produção brasileira em forma de tirinhas descompromissadas a fim de tornar nosso momento mais alegre com uma pitada de ironia, sarcasmo e até, digamos, um dose de humor negro. Produto muito bem elaborado. Não é à toa que o autor tem nome de campeão: Gustavo Borges.

Um bom lugar pra você entrar em contato com ele e pedir sua arte é o seu perfil no Facebook:
https://www.facebook.com/gustavoborgesart

Conheça bastante de seus trabalhos através de seus blogues:
http://mortecrens.blogspot.com.br/
http://edgarhq.blogspot.com.br/

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

[Revista] Almanaque Temático N° 35 - Cascão x Capitão Feio



 
O site da turma da Mônica, agora hospedado no UOL, tem uma divisão onde encontram-se as capas das revistas do mês. Foi lá que peguei esta capa referente ao Almanaque Temático desta vez, lançado neste mês nas bancas daqui (Ribeirão Preto - SP). Ainda não comprei, mas dei uma boa folheada e vi que há várias HQs que parecem ser boas. Não percebi nenhuma obra dos primórdios, ou seja, de quando os personagens tinham aquele visual com os rostos mais bicudos ou superfofos. O que vi foi uma coletânea de histórias já com os personagens próximos do visual de hoje, mas aparentemente parece que há HQs dos anos 90 inseridas. Acho que vou comprar. Alguém por acaso comprou esse almanaque ou sabe me informar algo a respeito?


quarta-feira, 12 de agosto de 2015

[Revista] Previews de "MURALHA" - A Nova "Graphic Novel" da MSP



Hoje, às 16 horas, o Sr. Sidney Gusman (MSP: Mauricio de Sousa Produções) preparou até uma página específica no Facebook para a divulgação das imagens prévias do próximo lançamento no segmento de "Graphic Novels" ("Novela Gráfica" - ou "Aventura Especial em Quadrinhos", pra quem não curte muito a tradução ao pé da letra). 


segunda-feira, 10 de agosto de 2015

[Meus Desenhos] As Bebês Gêmeas - Pais e Filhos

Olá, pessoal! Mais uma semana se inicia e deixo pra vocês um trabalho inédito que publiquei ontem lá na página "As Gêmeas", do Facebook.
Quem me acompanha há certo tempo e vê esses desenhos, percebeu, quando postei a imagem do pai das gêmeas Paulinha e Claudinha, que algo estava "inusitado". Pois bem! A postagem de ontem e a de hoje é parte de um projeto que logo ganhará páginas impressas, são várias tiras neste mesmo padrão de tamanho. Nesse material, prezo por mostrar um pouco como é a personalidade das irmãs gêmeas que, ao contrário de antigamente, eram órfás porque os pais haviam morrido em um acidente. Cheguei a fazer a página do acidente, mas nunca a publiquei, pois seria uma longa historinha a qual infelizmente nunca conclui. Então pensei em mudar as coisas e resolvi não matar os pais, mas deixá-los morando longe em uma chácara, uma espécie de sítio ou fazendinha (chamem como achem melhor). Então, ontem achei bem apropriado mostrar quem é o Sr. MacGrello, uma vez que agora ele existe e está vivíssimo. A previsão do impresso será pro finalzinho do ano; tomara que dê certo. Torçam por mim!
E mais uma semana começou! Uma boa semana a todos vocês! Até breve em mais uma postagem escrita ou vídeo aqui no Socialziando HQ. Um forte abraço a todos!
Fabiano Caldeira.

domingo, 9 de agosto de 2015

[Meus Desenhos] As Gêmeas -- Dia dos Pais

E aí, pessoal! Como foi o Dia dos Pais de vocês? O meu foi bacana, como tem sido todo ano, Graças a Deus!

Posto agora uma imagem saindo do forno das minhas gêmeas Paulinha e Claudinha e seu pai. Quem acompanha meus desenhos há certo tempo deve ter percebido algo "inusitado". Mas só falarei mais pra frente, em uma postagem específica. Por enquanto, fica aí a imagem que está como avatar da página das gêmeas no Facebook e assim permanecerá durante todo o mês de Agosto, substituindo aquela outra de inverno, que enfeitou a página no mês de Julho.

Você ainda não conhece a página das gêmeas? Estou esperando sua presença lá. Olha o link:
https://www.facebook.com/aasgemeaas

Abraços, pessoal! Até breve, pois logo teremos mais postagens!
Uma boa semana a todos vocês, com muitos quadrinhos divertidos pra ler!

Fabiano Caldeira.




Ana Paula MacGrello - Paulinha
Ana Cláudia MacGrello - Claudinha
Sr. MacGrello - o Paizão




sábado, 8 de agosto de 2015

[Meus Desenhos] Os Flintstones


Pro seu fim de semana ficar inesquecível. 
"Fanart" de minha autoria.




Abraços a todos.
Fabiano Caldeira.

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

[HQ] Horácio


De vez em quando bate uma certa saudade dos tempos em que a revista "Mônica" trazia uma ou duas páginas com as historinhas do Horácio. Aliás, antigamente, o título tinha umas brincadeiras com horóscopo, umas matérias jornalísticas sobre o Maurício, alguns desenhos que os leitores faziam e um bom "mix" de personagens. Mas, voltando ao Horácio, era muito bom vê-lo nas páginas da Mônica. 

Mônica n° 55 - Editora Globo - Julho de 1991



quarta-feira, 29 de julho de 2015

[Revista] Pensando sobre TMJ e Chico Moço


Olá, pessoal! Tudo bem com vocês? Espero que sim!
Gostaria que alguém me dissesse francamente como andam se sentindo com as atuais publicações do universo Turma da Mônica Jovem e sua versão rural Chico Bento Moço. 

Outro dia fiquei com uma vontade imensa de comprar aquela revista do Chico Bento Moço cuja chamada dizia que a Rosinha poderia morrer. Folheei a revista com calma e até li alguma coisa. Confesso que gostei dos desenhos, da arte, mas achei a história em si um tanto fraca nos diálogos e o desfecho foi infelizmente aquele mesmo já tão manjado. Decidi então por não levar a revista, ainda que estivesse com uma boa arte, pois a conclusão acaba meio que anulando algo que poderia ter sido bem melhor. 

Em um tempo onde vimos até alienígenas ganhando espaço na terra do caipira - através da Graphic Novel do talentoso Gustavo Duarte - é preciso deixar a criatividade rolar solta nessas aventuras jovens. Só acho.

O Chico Bento, por morar longe do caos urbano, poderia render tantas tramas boas envolvendo temas como estupros, perigos escondidos em rios, lagos, matas e animais selvagens, criminosos foragidos ou pessoas sequestradas e colocadas em cativeiro. Entretanto, parece que preferem sempre o caminho mais fácil de só explorarem as relações pessoais tão básicas, com seus diálogos já cansativos e previsíveis. 

Será que estou sendo muito cruel com essas publicações? Será que se eu teimasse em seguir alguns arcos recentes, eu poderia acabar gostando e mudando meu ponto de vista?

Deixo aqui o link de um site muito bom sobre Turma da Mônica Jovem,  o TMJ MELHORES 


Abraços a todos

Fabiano Caldeira.


sexta-feira, 17 de julho de 2015

[Revista] Coffin Hill: Crimes e Bruxaria - Floresta da Noite

Uma pedida promissora para os amantes de quadrinhos mais sérios com uma pegada de investigação e suspense é o lançamento que pode ser encontrado por aí: "COFFIN HILL, CRIMES E BRUXARIA - FLORESTA DA NOITE" é a primeira aventura de Eve Coffin, uma jovem policial herdeira de uma família nobre na Nova Inglaterra e com um pé no ocultismo, característica certamente essencial para delinear esta trama que se passa diante do mistério do desaparecimento de algumas crianças em meio a um cenário sombrio marcado por uma floresta. 

O lançamento no Brasil foi feito pela Panini - a revista contém o selo Vertigo e o formato apropriado para quem já o conhece  -17x26cm - custa R$ 22,90 e por incrível que pareça a distribuição está sendo setorizada. Uma pena! Isto significa que pessoal das regiões Norte e Nordeste vai demorar ainda alguns meses para ter a oportunidade de buscar seu exemplar, a menos que resolvam comprar em algumas das boas lojas virtuais que conheçam. 

Saiba que o nome da criadora, Caitlin Kittredge, está em evidência apontado como a novidade do momento no mercado lá de fora para esse gênero. Para se ter uma ideia, pesquisando sites internacionais, descobri até que ela foi cotada para trabalhar em uma HQ da Mulher Maravilha. Um motivo a mais para adquirir o seu também é o fato de trazer o artista Inaki Miranda, reconhecido pelo produto "FÁBULAS - AS MAIS BELAS".

Está a fim de uma "Novel" com pitadas de mistério e revolta? Esta parece ser uma boa sugestão.



As imagens são do site internacional da Vertigo




quarta-feira, 15 de julho de 2015

[Vídeo] Luluzinha Especial - Editora Devir


Olá, pessoal! Sempre é bom prestigiar eventos em seu município que envolvam pintura, desenho, literatura, poesias etc., pois, garimpando aqui e ali, pode-se encontrar bons produtos. Um bom exemplo é esta publicação da Luluzinha, produzida pela Devir, onde paguei apenas cinco reais por ela. Está realmente nova, ou seja, zero bala. O preço normal desta edição especial deve ser muito mais por aí. Quem quiser, pode pesquisar e comprar no próprio site da matriz:

Devir LIvraria - a Loja
http://www.loja.devir.com.br/
https://www.youtube.com/watch?v=8jNynml5Ugk





domingo, 12 de julho de 2015

[Vídeo] Algumas revistas do Pato Donald


Neste vídeo, mostro algumas revistas que tenho do título Pato Donald. A propósito, hoje comemoram-se 65 anos que a Editora Abril o está publicando ininterruptamente. Uma façanha realmente notável, para entrar para a história das publicações de histórias em quadrinhos.


quinta-feira, 9 de julho de 2015

[Meus Desenhos] As Gêmeas


Mês de Julho, mês de pleno inverno, mês frio. 
As gêmeas estão no clima. 




Não é fácil desenhar, mas é muito prazeroso!
Abraços, pessoal!

Fabiano Caldeira.


quarta-feira, 8 de julho de 2015

[HQ] Mônica e o lobo - A de vestidinho vermelho


Olá, pessoal! Essa historinha lembra um pouco aquele conto infantil da Chapeuzinho Vermelho que atravessa um bosque rumo à casa de sua vovó querida, levando consigo  um cesto cheio de guloseimas preparadas por sua mãe. Acontece que propositalmente não tem muita coisa do conto aqui na trama, pois só vemos mesmo a lembrança o fato de acompanharmos Mônica em sua travessia pela mata a caminho da casa de uma personagem que sequer aparece na trama. Mônica encontra com um lobinho 171 pelo caminho. O bicho faz questão de lhe acompanhar até a casa da mulher - é claro, com outras intenções.
Achei bem divertida essa trama. Eu ri nos últimos quadrinhos.

sexta-feira, 3 de julho de 2015

[Revista] Capas de N° 3 das mensais inéditas da turma da Mônica


A Mauricio de Sousa Produções já está com divulgação das capas de Julho no Facebook. Até me surpreendi, vez que estavam fazendo apenas por volta do dia 10. Neste mês temos situações que merecem destaque, como a revista da Magali que abre com uma paródia do filme "Malévola", uma trama que foca na Denise na revista da Mônica e uma enchente na revista do Cascão. Como o título até então conhecido como "Turma da Mônica" costuma ganhar as bancas mais tarde, ainda não se sabe como será sua edição de Julho.

Confiram as capas ou, se preferir, visitem o Facebook de onde elas vieram:






segunda-feira, 29 de junho de 2015

[Desabafo] Brasil de imbecis - Cristiano Araújo, Marieta Severo e a geração do povo-gado


Nestes tempos de redes sociais a toda, não é difícil encontrarmos postagens equivocadamente polêmicas, visando que as pessoas sempre se manifestem parecendo mais um monte de gado sendo conduzido como bem seus criadores negociantes assim desejam. 

Muitos choraram em excesso pela perda do tal cantor Cristiano Araújo, não pelo fato da morte brutal que poderia ter sido evitada, mas porque ele era lindo, engraçadinho, tinha um relacionamento com uma garota, um passado com filhos pequenos, branquinhos, bem de acordo com o que a sociedade mais gosta, pois se fossem pretinhos e banguelas, duvido que haveria tanta massa se comovendo tanto com essas criancinhas. Engraçado que muita gente manifestava não conhecer o cantor e também o fato de que é necessário ter mais cautela na estrada, no volante, na segurança dentro do carro e principalmente alguns questionavam o fato de ele não ter esperado o dia seguinte para partir já descansado. Mas tais observações eram abafadas pelas postagens que intimavam o clamor do povo-gado, que certamente acabava sendo bem mais barulhento e até comovente sim. Esse povo simplesmente não queria saber de nada, a não ser manifestar-se de como foi grande a perda, como ele era lindo, como ele parecia ter uma vida exemplar (oi??? vida exemplar com dois filhos frutos de uma relação amorosa que já não existia mais e mais um outro de cerca de 13 anos, fruto sei lá do que....??? Vemos então a sociedade conivente com muitas vidas semelhantes a do político Aderbal, de Babilônia). Chegamos ao cúmulo de ver pessoas defendendo feriado de 3 dias em alguns lugares do país por conta da tragédia. Um completo desserviço à sociedade que já amarga uma crise e mesmo assim querem desculpas para conseguirem mais feriados para não trabalharem. Sim, porque você vai em postos de saúde e o médico, antes de perguntar "como vai?", já vai logo querendo saber para quantos dias de serviço você quer o atestado dele. 

E aí, claro, na primeira oportunidade, por que não tentar massacrar também a Marieta Severo, que foi ao Faustão e não entrou na onda dele, de falar mal do país? Como sempre, a mídia oportunista sempre dá um jeitinho de manobrar seu povo-gado. Se a Marieta tivesse endossado as reclamações até bem colocadas de Fausto Silva, certamente iriam arrumar um meio de fazer sensacionalismo também. Mas a Marieta preferiu não defender o momento atual e nem criticar. Apenas demonstrou estar lúcida com o que se passa com o país, que não está vivendo ignorante ao panorama social difícil que atravessa o Brasil, mas preferiu dizer-se otimista lembrando que já tivemos grandes crises antes e conseguimos superar, então certamente conseguiremos superar novamente mais esta. E o que aconteceu, logicamente, foi pipocar manchetes a fim de que o povo-gado se manifeste, como sempre, de forma animalesca e nada racional, pois de que adianta a Marieta Severo falar "X" ou "Y" no programa do Faustão? Só porque ela foi casada com Chico Buarque não quer dizer que ela detém algum poder no panorama político e social da nação. E outra coisa: vivemos em uma democracia, mas cada vez mais estou me questionando sobre isso, pois parece que só é bem vindo a ter opinião livre aquela pessoa que fala exatamente o que todos querem ouvir. Aquela pessoa que segue exatamente a linha de manobra que a mídia quer que todos assim façam. Se a pessoa diz algo que não é com as palavras esperadas, ela então não tem direito e ter opinião? Então não existe democracia a ela? Acho um absurdo como o povo-gado anda tão facilmente levado lá e cá, a ponto de já se direcionarem como bem querem seus interesseiros, na menor afirmação de qualquer coisa que qualquer pessoa diga em um veículo de mídia. Enquanto isso, assuntos realmente importantes - como a proliferação de racismo  e intolerâncias diversas crescentes  - vão se tornando algo a não se percebido, a não ter a devida consideração porque assim fazem com que seja divertido. Vamos vendo um pais afundar porque está preferindo rir demais de assuntos os quais deveria se preocupar e formando opiniões intelectuais demais acerca de situações que não dizem respeito a ninguém. Afinal, até onde sei, dizer que já passamos por crises antes e que tem esperança de que vamos superar mais esta, não é ofensa a ninguém. 

Daqui a pouco, vamos chegar a um ponto onde não poderemos escrever nem um bom dia na Internet, não poderemos criticar uma comida ruim que comemos e nem falar bem de algo que usamos e gostamos, porque tudo vai ganhar uma proporção muito maior do que deveria ter na verdade. Não vamos conhecer realmente o que a pessoas pensam, não vamos saber como elas são, já que estarão disfarçadas e não manifestarão nada que seja fora do padrão aceitável pelo povo-gado. Só sei que cada vez mais tem gente se ferrando nas mãos de pessoas que um dia conheceram e se revelaram ser bem diferentes do que aquilo que se viu na Internet. Não pense que os psicóticos e bandidos são sinceros na sua exposição nas redes sociais. Muitos deles estão infiltrados, disfarçados, agindo exatamente como o povo-gado gosta, sendo pseudo-exemplos para tudo - uma armadilha ideal para fazer suas vítimas. 

É impressionante como o povo-gado não vê problema algum em massacrar pessoas por causa de sua cor, classe social ou orientação sexual. Mas vê um problema enorme àqueles que não querem um feriado de três dias por conta da morte imprudente de uma pessoa conhecida, ou em uma declaração de quem tem esperanças na recuperação do país. Parece que ser otimista e querer transmitir esperança, ao invés de falar mal, está sendo visto como algo bastante perigoso aos brasileiros. Talvez, se a Marieta Severo agisse como a Dona Nenê da grande família - e chorasse bastante pela morte do Cristiano Araújo e também lamentasse a situação do país - ela certamente conquistaria a admiração de muitos e muitos integrantes do povo-gado. Afinal, o povo-gado acredita mesmo que a atriz Bruna Marquezine teve um relacionamento lindo e duradouro com o jogador Neymar e que agora ela encontrou o amor da vida dela no parceiro da novela que está fazendo. O povo-gado acha que tudo isso é verdadeiro, é sincero, em nenhum momento passa pela cabeça deles que isso é só jogada para alavancar a popularidade da novela.

E ô ô... vida de gado
Povo marcado e povo feliz

quarta-feira, 24 de junho de 2015

[Meus Desenhos] Bidu e Bugu


Já compartilhei algumas vezes essa "fanart" (arte de fã). Muita gente nas redes sociais já conhece, assim como os poucos leitores que me seguem desde os blogues anteriores. Mas, como sempre tem gente nova na área, vale a pena colocar aqui essa pequena HQ que fiz usando os personagens da Mauricio de Sousa Produções, que me deram tanto gosto na leitura de gibis quando criança e assim continuo até hoje. Então é mais do que natural começar a querer desenhar usando-os como lições. Gastei muita folha de papel carbono rabiscando os gibis antigos de turma da Mônica e depois tentava fazer à mão livre mesmo, no estilão aventureiro do "olha e faz igual". Claro que ficava uma porcaria, pois uma criança de sei lá! sete ou oito anos não tinha como ficar desenhando como adulto. Hoje, quando acontece de encontrar algum desenho dessa época, algo muito difícil de ocorrer, Graças a Deus!, corro pra debaixo da cama, tamanha a vergonha....rsrsrs...

Fiquem com a "fanart" de Bidu e Bugu, da Mauricio de Sousa Produções, que fiz com muito carinho.

Sempre é bom lembrar que a imagem pode ser ampliada quando se clica nela aqui no blogue. 

Abraços.





quarta-feira, 17 de junho de 2015

[Revista] Uma breve opinião sobre as revistas mensais n° 2 da MSP


E o tempo passou e chegou a hora de deixar pra trás todo aquele "barulho" que proporcionou um clima especial sobre a numeração reiniciada que sofreram os títulos Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali, Chico Bento, Turma da Mônica e Neymar. Como Neymar não é exatamente da turma, é mero caça-níquel, acredito que dificilmente vão me ver comentado sobre sua revista. Está chegando nas bancas o número dois de cada um desses títulos e agora é que são elas, pois selecionar boas HQs para um momento especial nem é tão difícil. Quero ver é manter o patamar nas edições posteriores, em números aparentemente comuns como dois, trinta e cinco, vinte e sete, quarenta e três, cinquenta e oito etc.